14 de jun de 2012

Porque acredito que estamos numa bolha imobiliária (e de crédito e consumo) também.












Postado originalmente em 13/5/2010

Se eu puder dar um conselho a alguém é: não compre imóvel em Brasília, não está na hora de comprar, você não vai fazer um bom negócio e nem vai ficar rico investindo em imóveis. Tenho certeza que vários investidores/especuladores amadores e pessoas que não entendem nada de mercado irão me ridicularizar. Tenho até evitado comentar neste assunto em rodas de amigos porque as pessoas estão cegas e acreditam que os imóveis continuarão valorizando ao ritmo de 20 a 30% ao ano, descontada a inflação. Isso é impossível.
A lógica não permite esse tipo de acontecimento. Qualquer desvio exagerado na curva de preços de mercado de um determinado bem tende a recuar, ou seja, a bolha vai estourar.
Porque acredito nisto:
1) A razão aluguel/preço do imóvel, que dá o indicativo de valor de um imóvel, deve ser próxima a 1%. Moro em um apartamento na Asa Sul e pago R$ 1.500,00 de aluguel (contrato novo, com menos de 6 meses, ou seja, valor atualizado). O valor venal do imóvel, segundo os classificados e a imobiliária é de R$ 620.000,00. O imóvel tem 50 anos, 2 quartos e 96m2. Pago menos que 0,25% (mais precisamente 0,24%). Ou seja, 413 meses de aluguel correspondem ao valor do imóvel (pouco mais de 34 anos). Os entendidos do assunto dizem que vale a pena comprar um imóvel quando o valor do aluguel seria suficiente para comprá-lo em 10 a 12 anos. Brasília está fora da realidade. Seria razoável pagar até R$ 250.000,00 no apartamento que estou morando, mais que isso é loucura e jogar dinheiro fora. Este cálculo vale para qualquer imóvel em Brasília. Os valores variam de 0,2% a 0,4%. É muito melhor pagar aluguel em Brasília e esperar a bolha estourar.
2) Se você acha que pegar um financiamento é vantajoso, com nossas pequenas taxas de juros (de 10 a 15%) ao ano mais T.R., vá fundo. Graças ao excesso de crédito, além de pagar altíssimos juros você estará contribuindo para inflar os preços, só que uma hora este crédito será cobrado ou irá ficar mais restrito e aí você vai descobrir que o apartamento de 500 mil que você comprou não vale mais isso tudo e a sua dívida é muito maior que o valor do apartamento. Mas se você acha que essa é a hora, vá fundo e boa sorte.
3) Quanto mais crédito maior o preço. O crédito imobiliário está crescendo a taxas anuais altíssimas no Brasil, causando um verdadeiro boom de construções, não só em Brasília, em todos os municípios. Isto faz com que haja uma demanda artificial e que fatalmente será interrompida com a escassez do crédito. Com a economia crescendo tudo é muito bonito e muito fácil. Vocês acham que o Brasil irá crescer para sempre ou que uma hora a nossa dívida pública será cobrada (ela não pára de crescer)?
4) Quantas pessoas você conhece que estão comprando apenas para especular? Eu conheço várias. Pessoas que estão jogando na loteria, mas se dizem especialistas, porque acreditam que irão eternamente comprar o ágio por 50.000 e vendê-lo por 100.000 ou 60.000 ou muito mais. Pessoas que se não conseguirem vender o ágio pelo valor que pagaram não terão dinheiro para pagar as parcelas e as chaves do imóvel. Ou seja, apostadores (alguém se lembra do avestruz master ou das fazendas boi gordo, ou da Amway ou do Herbalife, semelhança ou coincidência?).
5) Vocês acham que de repente o Brasil descobriu que nunca foi pobre e virou rico. Terão um belo susto em breve. A dívida pública bruta está em níveis altíssimos e não pára de crescer.
6) Olhe para Águas Claras e veja quantos edifícios estão sendo construídos. Não temos demanda para tudo isso. Olhem a noite quantos apartamentos estão vazios, com as luzes apagadas, pois seus donos não querem nem alugá-los, apenas querem ver a valorização de 25% ao ano infinitamente (vão levar um belo susto em breve). Estamos tendo um excesso de construções e isso irá cobrar seu preço no futuro, principalmente dos que comprarem imóveis no auge do boom (de 2009 em diante).

Mas, se você não acredita em mim, acredite então nestas pessoas:

1) Corretores: se o seu salário dependesse de quantos negócios você fecha você estaria preocupado com a qualidade dos mesmos? Os corretores vivem de comissões sobre compra e venda. Eles não estão interessados se você vai fazer um bom negócio, ele está interessado se você vai fazer um negócio, e apenas isso. O corretor fala ao mesmo tempo para o vendedor que é a melhor hora de vender e para o comprador que é o melhor momento para comprar. Incoerente não. Faça o teste. Converse com um corretor. Ele é uma pessoa que irá buscar o negócio (e não o melhor negócio) a qualquer custo, ele vive disso.
2) Jornais e revistas: Estes sim irão ser sinceros. Totalmente desinteressados. Vejam as matérias nos jornais: compre imóvel, o melhor negócio. Dinheiro garantido, e outros blá, blá, blá. Todas as matérias pagas. Vejam só quantos anúncios de imóveis há num jornal. É daí, e não das vendas, que vem o sustento destes periódicos. Não se enganem, se eles falarem mal do mercado de imóveis as construtoras deixarão de anunciar neles. Eles nunca farão isso.
3) O Governo: o Governo, altamente corruptível e financiado pelas construtoras, além de fazer propaganda de imóveis com programas públicos altamente desfavoráveis a população está liberando crédito "a rodo" para o setor imobiliário. Primeiro porque está enriquecendo seus financiadores de campanha. Segundo porque gera empregos (de baixa qualificação e que irão acabar quando a bolha estourar). Terceiro porque o cidadão que financiou 100% ou 90% do imóvel, pagando 3 ou 4 vezes o preço que o mesmo vale, acredita ter virado proprietário e fica feliz da vida(ele acha mesmo que é o dono, e não a Caixa Econômica Federal, mas o povo vive de status e precisa ter um imóvel mesmo).
4) Os bancos: bom, os gerentes ficam felizes da vida ao te empurrar um empréstimo imobiliário com juros altíssimos para os padrões mundiais. Primeiro porque os mesmos tem metas de vendas de empréstimos, segundo porque te fidelizam ao banco por 20 a 30 anos e terceiro porque banco vive de juros, principalmente os decorrentes de empréstimos seguros, com imóvel em garantia. Não possuem imparcialidade nenhuma.
5) Proprietários de imóveis ou os filhos deles: estes nunca acreditarão que vivemos numa bolha, pois estão virando "milionários" sem fazer força. Pessoas que compraram imóveis ou ganharam estão achando que são ricas, pois acreditam que a bolha irá durar pra sempre. Nunca irão admitir que os preços são irreais. Ah, uma coisa engraçada, no prédio em que vivo os carros, em sua maioria, não são novos, mas os proprietários dos imóveis acham que são "milionários" só por possuir um apartamento.

As mentiras que as pessoas contam:

1) Imóveis nunca caem de preço: vou apenas usar 2 exemplos - Estados Unidos em 2007 (queda no preço em várias cidades) e Japão na década de 90 (até hoje os imóveis não chegaram ao valor daquela época, na qual viviam em uma bolha). Quem tiver interesse pode pesquisar mais a respeito. Há inúmeros casos.
2) Aluguel é dinheiro jogado fora: depende, como falei no início, se você paga 1% ou mais de aluguel pode estar jogando dinheiro fora mas se você paga menos de 0,8% como eu está no lucro, pois gasta menos com aluguel do que com o juro do financiamento. E se economizar ainda irá comprar com folga no futuro.
3) O Governo está incentivando a compra da casa própria: não a da minha, pois ao jorrar dinheiro em forma de subsídios do minha casa minha dívida e nos financiamentos imobiliários só está fazendo uma coisa, inflando a bolha de preços.
4) Há um déficit habitacional enorme em Brasília: primeiro que sempre houve e mesmo assim os preços não estavam irreais como hoje, segundo que para a classe média e para a classe alta não há déficit, há até excesso de oferta. O que segura o preço são os especuladores e o crédito fácil.
5) Eu preciso de um imóvel: para vencer na vida a pessoa precisa comprar um imóvel. Eu não, você precisa? Eu não vou viver apertado por 30 anos só para dizer que tenho um imóvel, prefiro pagar aluguel e esperar o preço voltar ao normal.

Abraços a todos

364 comentários:

«Mais antigas   ‹Antigas   201 – 364 de 364
Vivian disse...

A coisa mais sensata que li sobre o assunto até agora...

Ghaspar disse...

http://youtu.be/meNZyjPjPRQ

Apertem CC para legendas em portugues...
Qualquer semelhança , não será mera coincidencia...kkkkkk

Anônimo disse...

http://youtu.be/meNZyjPjPRQ

Apertem CC para legendas em portugues...
Qualquer semelhança , não será mera coincidencia...kkkkkk

Anônimo disse...

Boa noite a todos. Sou de Curitiba e tenho acompanhado o preço dos imóveis desde 2007 quando comprei a minha casa , um sobrado no qual paguei 130 mil e hoje está avaliado em 370 mil.Comprei o imóvel á vista e hoje provavelmente não teria condições de fazer o mesmo, sendo que a minha renda líquida é de aproximadamente 10 mil. Para mim está claro que os preços dos imóveis estão absurdamente caros e fora dos padrões brasileiros. Muitos comparam a nossa situação aos mercados americanos e europeus e esquecem a taxa de juros cobradas nos financiamentos e a renda média brasileira em relação ao exterior. Hoje a classe média consegue comprar no máximo um "apertamento" de absurdos 50 ou 60 m2, as vezes de área útil e mesmo assim tem que financiar. Sinceramente espero que a bolha estoure logo, acho que no maximo em 2 anos, para que as famílias possam novamente ter condições de comprar a tão sonhada " casa própria" e não a " casa imprópria" hipotecada e de propriedade da caixa economica federal como 90% dos negócios hoje.

Um abraço e boa sorte a todos.

Mauricio

Anônimo disse...

Caramba, a maioria desses corretores que comentam aqui não tem a menor noção do que seja economia. Mesmo que os preços não caiam de forma nominal (o que acho bastante improvável), somente a estabilização e corroção dos preços pela inflação já irá fazer os preços "baixarem" mais de 30% (em cinco anos, como colocou a corretora acima). É muito mais vantajoso pro comprador investir o dinheiro em títulos do governo e receber um rendimento de 60% nos mesmos cinco anos.
Sugiro também visita ao site bolhaimobiliaria.com (lá há ótimos comentários sobre a bolha!).

Anônimo disse...

Sabe o problema da economia? Enquanto ela cresce só se falam nos números e, quando ela caí, a culpa sempre é do "ânimo das pessoas, porque os investidores entraram em pânico, por o público esta desconfiado e por aí vai".

O fato é que a economa são as pessoas, simples assim. Então, indiferente do que os números sobrepostos aos número dizem, a bolha que eu vejo é mais humana e social do que a mais avançada contabilidade pode calcular.

Primeiro. O setor imobiliário vende imóvel, mas as pessoas compram um lar. Até existem aqueles que investem em imóvel, e muitos corretorem só vêm esse tipo de cliente mas, no fim, o cliente mesmo é uma pessoa de carne e osso querendo um lar. Se considerarmos que o número de divórcios no Brasil cresce mais do que o número de casamentos, isso siginifica que se o boom de casais comprando o seu pequeno apto. a anos atrás começarem a desfazer os seus casamentos e desfazerem de seus sonhos imobiliários a casa cai. Aí esta um pavio social que pode ou não desencadear um problemão.

Segundo. O perfil qualitativo dos condomínios pode estar indo bem, mas o planejamento urbano das cidades não. Na maior parte dos casos há uma verticalização e as prefeituras não tem nem idéia de como resolver o pepino populacional. Em cidades como São Paulo isso já está empurrando as pessoas para cidades vizinhas próximas e as estradas viraram avenidas. Se a economia fizer o mesmo caminho rumo ao interior, urbanamente será como uma repressa de água estourando. Imaginemos que a cidade de São Paulo sofra esta explosão - os ultra, hiper mega fodas empreendimentos imobiliários de aptos. a preço de milhões virarão pó antes mesmo do sujeito pagar o financiamento. Se o apto. ficar mais barato do que o preço que o banco pagou daí a liquidez vai pro espaço de vez. Uma cidade como São Paulo pode sózinha desencadear um efeito cascata no país inteiro.

Terceiro. Tudo começou com o PAC, que tem como foco o investimento no setor de Construção Civil. Para mim, o verdadeiro investimento em Construção Civil é permitir que as cidades abaixem o preço dos seus IPTUs, eu acredito ser uma burrice cobrar IPTU por área construída sendo que a construção gera tanto emprego e mexe tanto com a economia. Mas voltando ao PAC, pelo jeito os valores do programa não consideraram a inflação do Setor. Uma boa parte desses recursos foram absorvidos pela inflação e hoje, colocar mais grana na Minha Casa Minha Vida é jogar dinheiro na vala.

Quarto. O Brasil temnovos clusters economicos pipocando por todo o território. E norte e nordeste serão a bola da vez. Lá esta a concentração de mão de obra barata e única saída para tentarmos concorrer com o preço Chinês. Isso significa que as cidades foco (Sao Paulo, Brasíla, Rio de Janeiro etc) poderão ter ma saída enorme de pessoas, essa situação pode fazer o valor do imóvel cair muito em relação ao que o Banco espera receber do financiamento. Daí cabum, ferrou de vez.

Quinto. O ser humano Paulistano (cidde onde moro) esta mega hiper cansado. Poluição, trânsito tudo. Posso falar com certeza que um empregado em São Paulo cobra o dobro pela metade do preço. Hoje é comum ver adolescentes de 18 anos dizendo não aguentar mais o ritmo da cidade. Isso significa que um imóvel aqui querer aumentar de preço vertiginosamente, levando as pessoas a um financamento de 20 anos é uma estupidez, já que a cabeça das pessoas está fora da Cidade, e pode ter certeza que elas irão sair na primeira oportunidade.

E é por isso que eu digo - economia são as pessoas, o resto todo é enganação.

Luciano

Anônimo disse...

A bolha imobiliária brasileira está clara e definida. A crise nas bolsas em 2008 fez os investidores procurarem mais solidez em seus investimentos comprando imóveis de forma agressiva assim como fazim na bolsa. Compraram, compraram e o preço atingiu o seu limite. Agora, como faziam na bolsa, querem realizar o lucro, porém, o mercado imobiliário é um pouco diferente. O praço irreal afasta os possíveis interessados que postergam sua compra para uma época mais viável. Resultado: Quem não baixa o preço, não vende. Portanto, não há como manter os preços abusivos por muito tempo. Exemplo disso se pode ver na Espanha onde 90% dos lançamentos entre 2000 e 2010 estão vagos porque foram devolvidos por falta de pagamento ou não encontraram compradores. No Brasil não vai ser diferente. A economia é cíclica. Após este período de auforismo virá a tão conhecida recessão e jogará os preços dos imóveis literalmente no chão! Eu calculo uma redução de até 80% nos preços praticados hoje. É esperar para ver...

Anônimo disse...

G: Nossa veio essa Beatriz é uma anta. Me pergunto como pode alguém com essa estupidez ter dinheiro. Isso só acontece no Brasil mesmo. Será que ela acha que todo mundo vai comprar eternamente q sempre vai ter essa febre por comprar imóvel ou que o Governo vai dar financiamento o resto da vida e que os compradores irão ter dinheiro para paga todos esses juros. Como pode uma besta dessa ter dinheiro, mas pelo visto não por muito tempo. Até pode acontecer que por um milagre não estoure essa bolha, mas os preços com certeza iram parar de subir, mas também não acredito muito nisso não eu também como o Pedro estou esperando a hora certa para comprar isto não pq eu li esse blog já tinha essa mesmo opinião é só ter um pouco de logica.

Anônimo disse...

Gil disse... moro em Brasília há 20 anos, consegui comprar um apartamento no Sudoete a vista por R$ 49.000,00, isso em 1997, comprei na época para investimento, depois comprei uma casa no Guará II, por R$ 152.000,00 também a vista isso em 2004, este ano de 2011 joguei minha casa ao chão e construir uma nova de 2 pavimentos, com um excelente acabamento, que hoje deve valer uns 900 a 1000 milhão de reais, ia esquecendo a construção gastei 320 mil reais, esta casa é para minha moradia e o apartamento no sudoeste alugo hoje por R$1520,00. Pois bem o segredo disso tudo é somente um, eu e minha esposa nunca tivemos um excelente salário, mais temos uma excelente educação financeira, o segredo na economia é somente um (SIMPLICIDADE), NÃO GASTAR MAIS DO QUE GANHA-frase antiga que temos que aplicá-la; EU NUNCA, entrei em qualquer tipo de financiamento, eu nunca entrei em cheque especial, eu nunca comprei um carro 0KM, eu não vivo de satus para ninguém etc, hoje nos temos uma população consumista, pois o marketing é muito grande...eu nunca deixei de fazer nada do que quiz, eu sempre tive lazer e sempre viajei, mas tudo sempre foi muito bem contabilizado... Referente ao Blog, adorei, é bom ler todos os comentários, e cgequei a seguinte conclusão: eu não entraria em um finaciamento para comprar imóvel, nem se fosse para a minha moradia;eu não pagaria um valor absurdo de aluguel e não entraria em qualquer tipo de financiamento ou dívidas para adquirir nada, o importante é colocar metas e objetivos em sua vida, saber adquirir e fazer planejamento financeiro em curto prazo/médio prazo e longo prazo, não é através de dívidas e pagando juros altíssimos que vcs vão conseguir alguma coisa; eu para mim tando faz ter a bolha imobiliária como não ter, se eu não tenho condições de adquirir uma casa ou apartamento a vista , eu não vou comprar e ponto final, cada um tem que viver com sua realidade e ter uma BOA EDUCAÇÃO FINANCEIRA/ PARABÉNS PELO BLOG...NÃO SOU CORRETOR DE IMÓVEIS/ ECONOMISTA E NEM INVESTIDOR DE NADA...

Johannes Lancaster disse...

" Imovel e o melhor negocio " , " Voce nunca perde " , durante anos ouvimos esse hino e de uma certa maneira sofremos uma lavagem cerebral , agora tem um experts que acham que no Brasil vai ser diferente do que aconteceu nos eua e europa , matematica e algo universal , e esses precos dos imoveis nao sao sustentaveis, as pessoas estao se enganando quando dizem " comprei " e vou pagar em 30 anos ou 20, a verdade E que sao donas de uma divida e nao de um imovel, comprar e uma coisa pagar e outra historia , esse momento do
mercado e para vender e nao comprar , Em tese se todos juntassem dinheiro para comprar a vista os precos seriam bem menores, pois nao haveria bancos , financeiras , seria olho por olho dente por dente .

Silva`s disse...

Pra mim é muito imprevisível o que está acontecendo em Brasília.

Citaram erroneamente um exemplo do Setor Noroeste. O preço não subiu, ele caiu pela metade. O primeiro lançamento no Setor Noroeste foi da Brasal Incorporadora, venderam o metro quadrado a R$ 14 mil. Comprei um empreendimento da mesma empresa a R$ 7.200 o m2 em Dez/2010.

Mas a minha incerteza em relação aos preços no Plano Piloto reside em 3 aspectos: a) área tombada pelo patrimônio histórico da humanidade b) aumento de pessoal no serviço público(a toda hora há concursos públicos com supersalários) c) trânsito cada vez pior.

Com base nos 3 aspectos retromencionados, acredito que a região do Plano Piloto é uma exceção da bolha imobiliária que está se criando no Distrito Federal. Cada vez mais, vejo pessoas em busca de um imóvel no Plano Piloto em razão do trânsito complicado em qualquer região Administrativa de Brasília...qualquer mesma...Guará, Taguatinga, Sudoeste, Sobradinho e por aí vai....

Além disso, cada vez mais temos pessoas vindas de outros estados para servir em órgãos públicos, e o contigente só tem aumentado, porque o Estado tem crescido.

Por essas e outras razões somadas ao fato de o Plano Piloto ser tombado acrescento ainda o fato da debandada que está havendo no Lago Sul. Moradores de enormes casas, às vezes até pontas de picolé (beira lago) tem preferido morar em apartamento com vista para o comércio em razão da insegurança que ronda o bairro. A qualquer momento você pode ter a sua casa invadida, por terra ou pela água por bandidos. Isso já virou notícia certa nas manchetes de jornal de fim de ano.

Anônimo disse...

Concordo com quase tudo que você disse, só não concordo com esta parte: " Proprietários de imóveis ou os filhos deles: estes nunca acreditarão que vivemos numa bolha, pois estão virando "milionários" sem fazer força". Bom, sou filho de um desses proprietários e tenho plena noção de que estamos numa bolha, o imbecil do meu pai que não tem, no lugar dele, venderia a uns 15% abaixo dos preços anunciados e realizaria meu lucro. O problema é que ele, como a maioria dos outros proprietários, estão pagando pra ver e vão pagar caro, penso que em menos de 7 anos a bolha estoure. O que eles pensam é o seguinte: "tirando o dinheiro do imóvel, onde é que vou obter rendimentos tão altos?". É esse o perigo: os rendimentos são irreais e não vão prosseguir por muito tempo, tô esperando pra ver meu pai se ferrar, tô nem aí pra ele, um mané de primeira.

Pedro Júnior disse...

Anônimo do dia 14/1/12. Tenho que concordar com a sua discordância em relação à generalização que fiz. Ao generalizar cometi um equívoco com sua pessoa e comigo mesmo, pois também sou filho de um novo milionário por conta da compra de um único imóvel e acredito na bolha. Então corrijo o que escrevi para "a grande maioria dos proprietários ou filhos de proprietários".
Abçs e obrigado por visitar o blog.

Anônimo disse...

Impressionante como Brasília é difícil alugar!!! Se pudesse com certeza já tinha comprado meu ap!!!

Vergonha absoluta a qualidade de atendimento das Imobilárias, principalmente as localizadas em Taguatinga. Péssimo atendimento e imóveis em péssimas condições (Alguns com estado de Zona de Guerra). Ficamos a mercê de péssimos profissionais e de uma burocracia sem igual.

Abraços,

Fernando.

Anônimo disse...

A realidade de Brasília é simplesmente fora do parâmetro nacional. Isso porque a maioria é servidor público (nunca será demitido) e todos têm que trabalhar aqui! Então, a regra geral da economia não vale para Brasília.

Anônimo disse...

Pessoal, Meu cunhado é corretor não vende UM imóvel há oito meses. Os potenciais compradores oferecem carro velho, dinheiro picado, 1000 prestações, não têm renda pra comprar financiado (as prestações são muito caras). O meu cunhado tá andando de bicicleta porque não tem nem pra gasolina. Ele tenta fazer seus clientes baixarem o preço do imóvel pra ele poder vender, mas quando ele insiste perde o cliente.

Anônimo disse...

Pessoal, velo varias faixas de vende-se numa mesma rua, nas principais vias da QNL num bloco já vi doze faixas de vende-se. Tenho visto imóveis fechados por dois anos sem vender, porque o preço nada tem a ver com a realidade do DF. A CEF tá inflacionando artificialmente o mercado, mas já está perdendo o folego.

Milton disse...

Meu nome é Milton. Tenho algumas coniderações que acho razoáveissobre o assunto:
Brasília é um local totalmente diferente das demais cidades brasileiras. É o local com a maior renda per capita do país formada, prioncipalemte, por servidores públicos e empreendedores. Acho que a análise da situação do mercado imobiliário por aqui deve ser feita considerando como principal elemento essa realidade. O motivo é que uma pessoa com renda mensal garantida e relativamente alta para os padrões brasileiros (servidor público) ou com renda variável alta (empreendedor bem sucedido) possui uma "sobra" emm seu fluxo de caixa mensal que pode ser investida no mercado. Com esta "sobra", o indivíduo iniciará um investimento. Quais as opções ? Poupança, Fundos de incestimento de renda fica, CDB's, fundos de investimentos de renda variável, ações, fundos de investimentos multimercados, tesouro direto e...imóveis. Considere uma pessoa com conhecimento médio das opções financeiras disponíveis para o perfil citado acima (claro que existem opções mais "avançadas" de investimento). Bom, considerando as opções disponíveis, e após um breve estudo do histórico das respectivas aplicações, o que o servidor médioo optará como investimento ? Poupança ? Com certeza é o investimento mais seguro (palavra importante). continua...

Milton disse...

Então ele aplicará suas "sobras" salariais em uma poupança. Depois de um tempo, e de mais algumas pesquisas sobre o assunto, o nosso servidor de Brasília terá um péqueno capital aplicado em poupança e perceberá que seus investimentos estão empatando ou até perdendo para a imnflação. O que ele fará ? Bolsa ? É possível. Ele transferirá parte de sua aplicação em poupança para um fundo de investimentos de renda variável. O que acontecerá ? Ele será mais uma sardinha entrando no efeito manada e no máximo conseguirá ganhar o mesmo que teria ao manter os recursos na poupança. Por que ? Por que bolsa é para poucos, e esses poucos sabem o momento certo de entrar e sair, ao contrário do nosso amigo servidor. Bom. Ele já tentou bolsa, tentou poupança e nada. Lá vai ele para a renda fixa. Tesouro Direto. Complicado mas ele já está mais "experiente" e dessa vez vai dar certo. continua...

Anônimo disse...

Perfeito!! concordo 1000% faz falta mais pessoas falando do assunto para que as pessoas, pelo menos algumas consigam sair a tempo dessa armadilha!! sou estrangeiro, moro aqui em Floripa faz 2 anos! e ontem consegui convencer a minha querida mulher brasileira de aceitar uma proposta de compra do apartamento!! Nossa como foi difícil fazer ela entender que ou saímos agora do barco nesse preço bom e justo n o mercado ou temos um risco enorme de afundar com o barco! esse apartamento aqui não alugamos por mais de R$ 2200 com muita sorte! e foi avaliado por os supostos caras que sabem disso por R$630,000 olha a diferença.. conseguimos um comprador que ofereceu R$600.000 mesmo com comissões fechará em 570.000.... cara 570.000 comparado com o aluguel máximo seria 0,38% e pelo cambio atual pelo Dólar estamos falando de mais de $300.000 .. eu acho que não vender e loucura mesmo.. parabéns pelo blog e continue assim.. dar informação a tempo a uma pessoa pelo menos e salvar a economia de uma família faz diferença e sente bem no coração ter dado um conselho a tempo.

Anônimo disse...

Você foi em busca de empréstimo ... Steve investimento Empréstimo está oferecendo um empréstimo sazonal na taxa de juros de 3%. Oferecemos Home Loan ..... Dívida Consolidação Empréstimo ..... Tipos de negócios Loan.All de empréstimo ... Se interessado entre em contato conosco através do email: steveloaninvestment0@globomail.com

Anônimo disse...

Você foi em busca de empréstimo ... Steve investimento Empréstimo está oferecendo um empréstimo sazonal na taxa de juros de 3%. Oferecemos Home Loan ..... Dívida Consolidação Empréstimo ..... Tipos de negócios Loan.All de empréstimo ... Se interessado entre em contato conosco através do email: steveloaninvestment0@globomail.com

Anônimo disse...

Você foi em busca de empréstimo ... Steve investimento Empréstimo está oferecendo um empréstimo sazonal na taxa de juros de 3%. Oferecemos Home Loan ..... Dívida Consolidação Empréstimo ..... Tipos de negócios Loan.All de empréstimo ... Se interessado entre em contato conosco através do email: steveloaninvestment0@globomail.com

Carla Ceylão disse...

Encontrei seu blog por acaso. Bem por acaso exatamente não pq acredito q pra tudo existe um motivo.
No meu caso foi conseguir uma pessoa para me esclarecer algumas dúvidas.
E é isso q gostaria de saber se vc faz e se cobra por isso.
Quero ter uma visão do CUSTO das taxas, impostos, certidões e etc, que terei ao vender um imóvel q é meu e depois comprar outro.
Vc faz isso?
Seria por aqui ou através de um email?

Rodrigo Barreto disse...

Prezada Carla Ceylão,
Ao vender seu imóvel teria que pagar imposto de renda sobre o lucro. Mas, terá seis meses para comprar outro imóvel, após a venda do seu, para se isentar do imposto de renda. Ainda sim, quando realizar a aquisição do novo bem imóvel, não estará livre dos custos como: ITBI (normalmente 2% sobre o valor do imóvel), taxas cartoriais e honorários do corretor imobiliário (caso tenha contratado um profissional do ramo). Boa sorte!

Carla Ceylão disse...

Obrigada pela resposta tão rápida.
Sendo vc de Brasília e tão entendido no assunto me dê um help...
Tenho um apê de 2q na 415Sul. Sem elevador e sem garagem. Só um banheiro. Recebi uma proposta de 350.000,00. 90 de entrada e o resto o comprador me daria após tirar um financiamento.
Meu medo é q me disseram q esses financiamentos dão dor de cabeça ao vendedor, é isso mesmo?

Rodrigo Barreto disse...

Caso demore a receber, do banco/ financeira, o restante do valor, aí sim terá um pouco de dor de cabeça. Mas isso costuma a acontecer quando há algum problema no cadastro dos compradores, algum problema com a documentação do imóvel. O importante é fazer um contrato com as arras devidamente estipulando. Estando toda a documentação ok o processo costuma ser finalizado (o dinheiro na conta do vendedor) em torno de 30, 40 dias. Isso varia dependendo do banco.
Meu contato: (061)8585-8777 rodrigobarretodf@hotmail.com

Pedro Júnior disse...

Carla,
Não presto qualquer tipo de serviço imobiliário. O blog foi criado apenas para termos um repositório das notícias sobre a bolha imobiliária, para rirmos no futuro quando a mesma estourar.
Abçs e boa sorte.
Pedro

Anônimo disse...

Meus prezados. Andei lendo as matérias e os posts....
Gostaria de acrescentar alguns comentários.
Em economia não existe negócio bom pra todo mundo. Se o negócio é bom pra todo mundo, desconfie.... Não é sustentável.
Tenho vários amigos que correram pra comprar imóveis na planta, sem lastro para pagar o imóvel, com apenas o intuito de lucrar com o ágio. Quem não conhece alguém que fez isso? Todo mundo ganhando dinheiro. E isso não dura muito tempo. Não é sustentável.

A segunda coisa que gostaria de dizer é sobre o verdadeiro preço dos imóveis.... Tem muita gente sendo enganada achando que seu imóvel vale 300.000, 500.000, 1.000.000,00 de reais, baseado em que? Na avaliação de pessoas ou empresas que tem interesse direto em estimular que essas mesmas pessoas adquiram outros imóveis e façam a roda da especulação girar... Mas novamente a economia está ai pra dizer que seu imóvel vale apenas o que o mercado está disposto a pagar. Tenho um amigo que o imóvel dele em Aguas Claras foi avaliado, por 3 empresas de corretagem, em 360.000,00, o coitado está a 5 meses tentando vender e nada. OU seja, não vale. O máximo que conseguiu de proposta, ainda com muito custo, pegando carro no negócio, foi 290.000,00. Ou seja, é por volta de quanto realmente o imóvel dele está valendo.
Façam um teste agora, é simples. Eu fiz e dá certo. Entrem no www.wimoveis.com.br, vão até os imóveis anunciados e liguem para as corretoras. Ofereçam 20% abaixo do que está anunciado e vão ver o que acontece. 90% diz que dá pra fechar negócio, outros 10% chamam pra conversar.

Abraços!!!

Maluco disse...

Tô com contigo, também estou a favor do aluguel, no atual estado dos preços, que estão absurdamente altos.

Tenho amigos que moram onde Judas perdeu as meias, mas dizem: "é meu". E prefiro morar num bom local, mesmo não sendo meu...

Anônimo disse...

Amigo,trabalho no mercado financeiro e o conselho que lhe dou é: se planeje financeiramente. Caso seu orçamento permita, poupe dinheiro e compre em uma oportunidade ("seu Lar"). Os preços não cairão repentinamente como nos EUA por que as situações são completamente diferentes. Os preços poderão ao longo dos anos sofrer sim uma redução de correção (talvez após 2014), mas despencar o preço acho improvável. Mesmo assim, bons imóveis em uma determinada faixa de (tamanho x preço x aluguel x valor venal) sempre terão interessados. Haja visto, essa bolha já estar sendo aguardada há algum tempo,afirmo que tem muita gente (assim como eu) esperando para poder comprar; não o meu primeiro, mas sim, o meu segundo e quiçá terceiro imóvel ( aí sim como investimento). Logo, os preços não despencarão loucamente.
Aliás, torço para que isso não aconteça, por que infelizmente trará consigo o desemprego e inadimplencia em diversos outros setores.
Não sou um investidor em imóveis, rentabilizo meu patrimônio em outos ativos. Mas acho correto sim se ter um "lar" próprio. Um lugar onde vc se sinta bem, com um mínimo de conforto.

Me desculpa, mas essa é minha opinião, de quem possui um bom nível de informação não somente do mercado imobiliário.

Sorte e um forte abraço,

Fábio disse...

A bolha está chegandooo só esperar o Noroeste começar a pipocar as entregas que os saldos devedores de 500 mil pra lá voltarão todos para as construtoras! Eu faço é rir! kkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Incrível como existe gente ignorante. Provavelmente, mais um que ganha menos de N salários mínimos que acredita que assim poderá ter vida de novela, com filhos, imóvel Próprio, carro zero, Tv de Plasma, Viagens...
Cai na real! Estuda!!!!
Se prepare para a vida profissional, e faça um planejamento financeiro! Viva a sua realidade financeira, e não caia nas armadilhas do crédito e marketing!
Não adianta sonhar que você conseguirá comprar seu imóvel na queda do mercado imobiliário!!!!!
ACORDAAAAAAA!!!! se você não é servidor público REZE para que isso não aconteça um cataclisma no mercado imobiliário. Que trará consigo inumeras outras consequências (aí sim vide exemplos internacionais)!!!!! Para que você continue empregado e tenha salário ao menos para pagar suas necessidades básicas.

Fábio disse...

Estudei no CMB, Sou formado, pós-graduado, funcionário público, morei na Austrália, tenho imóvel próprio e na asa norte, carro novo e não vai ser um corretorzinho P-N-C como vc que vai fazer mudar meu pensamento. Vai estudar e principalmente trabalhar, pois ando sabendo que estão latindo no quintal pra economizar o cachorro. IMBECIL! E viva a Bolha!

eduardo disse...

Noroeste já tem empreendimento a R$7.000,00 m2. As tabelas tão infladas, é só procurar. Quem comprou apartamento no park sul esta tendo muita dificuldade de vender pelo preço que pagou.

Marcos disse...

Moro alugado na asa norte, por R$ 2.700,00. Ameacei sair do imóvel e meu senhorio disse que admite para me manter, reduzir o preço para 2.500,00. Disse q minha idéia seria sair para comprar um imóvel em AC em torno de R$500 mil. Contudo, conversando com um amigo economista, comprei 4 imóveis no RJ a um preço médio de 110 mil. Aluguei-os em média por 900 reais.
Conclusão: ainda que a bolha estoure terei mais liquidez. E ainda baixei meu aluguel.

José Luiz Leal disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
José Luiz Leal disse...

Olá.

Estude a situação nos trezentos e sessenta graus (nada a ver com Eike Batista, por favor): o preço dos imóveis retrata uma cadeia de dependências, (muito) resumida aqui.

Em primeiro lugar está o PREÇO da terra em que um empreendimento - casa, prédio comercial ou de apartamentos - está situado. O governo local estabelece-o e o empreendedor paga com algum SOBREVALOR por conta da dinâmica dos leilões.

Em seguida temos o I(N)CC, variando de acordo com a disponibilidade de materiais e de mão-de-obra, pelo menos. O setor privado de insumos, então, afeta o setor privado da construção civil, em seus CUSTOS.

A seguir, a oferta desses imóveis, a disputa por mão-de-obra qualificada e as perspectivas de novos leilões de terras pressionam os PREÇOS e os CUSTOS um pouco mais. Este último fator, segue a lógica de que quanto mais remota a probabilidade dos leilões, mais VALOR têm os empreendimentos em curso.

Ainda na trilha, a situação de áreas tradicionais de povoação implica variação dos PREÇOS. Quanto mais mal percebida a condição de moradia, de conforto com equipamentos públicos, com a disponibilidade de serviços, enfim, em uma determinada vizinhança, mais bem avaliada, mais bem VALORADA a alternativa proposta pelo novo empreendimento imobiliário.

Como elemento de peso nessa história, entra o crédito. Talvez - arrisco dizer – faça as vezes de elo nessa cadeia. Quanto maior a disponibilidade de dinheiros, maior a oferta de empreendimentos. Quanto menor o PREÇO desses dinheiros, maior a procura pelo consumidor final, numa análise rasa do assunto.

Neste andar das coisas, estabelece-se o jogo interessante entre CUSTO, PREÇO e VALOR.

O quanto CUSTARAM a terra, os insumos, o dinheiro usado pelo empreendedor pode compor parte importante do PREÇO. Mas, o PREÇO é dado, não mais por conta do fator K sobre o custo e sim pelo VALOR que o mercado consumidor dá àquele conjunto formado por percepções vendidas ou sentidas.

Em última análise, você paga o PREÇO de acordo com o VALOR que dá ao que quer comprar e isso tem sempre um CUSTO.

Quem regula ou influencia o mercado está atento a isso e o investidor, quer seja por especulação, quer seja para uso, deve estar, também, se quiser ter poder de negociação.

Em tempo: os mercados estrangeiros de imóveis têm e tiveram problemas por motivos diversos dos nossos, pois nosso mercado financeiro é mais bem regulado que a maioria deles e não se presta, facilmente, a crises como a do “subprime” americano, desde o PROER (lembra-se?) de 1995, instituído pela MP 1.179 e do Basilea II de 2004.

Anônimo disse...

Eu sei muito bem o que é uma bolha imobiliária. Eu morei nos EUA por dois anos. Comprei uma casa financiada na época em que tudo estava caro e depois tive que vender a preço de banana. Hoje estou morando em Brasilia, quero comprar um imovel no DF, mas parece que estou vendo tudo acontecer como que nos EUA. Lá inicialmente os preços subiram muito, depois houve um equilíbrio e ninguém imaginava que depois haveria uma queda brusca nos preços.

Anônimo disse...

"Fábio" pelo visto vc é um analfabeto, pois já disse que não sou um corretor. Expus meu ponto de vista como todos aqui, tentando colaborar e ajudar da melhor forma possível. Por isso, eu disse "se planeje financeiramente, e viva dentro do seu orçamento".Em momento algum disse para alguém comprar imóvel! Não ofendi ninguém, ao contrário de você. Dúvido que você tenha até o segundo grau completo, e pelo visto vc é uma MULA CHUCRA, pois não respeita nem as pessoas, quiça a profissão de muitas outras.
Como falei REZE para que isso não seja uma "bolha" (como ex: no subprime)!!! Pois se realmente for, irá desencadear uma crise muito brusca no nosso país de terceiro mundo. E diferente dos EUA nos temos um governo corrupto, onde de nada fará para resolver a situação. E vc como muitos outros ficarão sem emprego.
Seu M#@#@ , analfabeto!

Fábio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fábio disse...

Anônimo, como vc não diz o que é ou o que faz, pra mim vc é um NADA! Do meu dinheiro cuido eu, e muito bem cuidado, não saio por aí falando que alguém nao pode comprar isso ou aquilo por causa da bolha seu IMBECIL! Quem disse isso foi vc! O meu $$$ tá muito bem administrado e garantido! E não tô torcendo por uma bolha imobiliária só não, tô torcendo por uma BOMBA ATÔMICA IMOBILIÁRIA, porque quem é a favor de oportunista que só tira proveito da ingenuidade financeira dos outros, merece é explorir com a bolha junto! Vai estudar pra passar em algum concurso seu LIXO!

Anônimo disse...

kkk...é inacreditável.
Rapaz, realmente vc é um analfabeto desclassificado.Isso é um ambiente para as pessoas educadas apresentarem suas opiniões e com isso obter algum entendimento sobre o assunto.Em momento algum disse para "vc" comprar A, vender B, ou algum oportunismo. Eu disse que trabalho com mercado financeiro, e não como "corretor de imóveis" como vc disse(e desmereceu essa profissão). Não preciso ficar desmerecendo a profissão dos outros seja da iniciativa pública, ou privada. Onde eu trabalho e qual a minha formação, de nada interessa ou irá agregar o site. Agora se é para satisfazer sua curiosidade, seu analfabeto, trabalho no BACEN do RJ.

Fábio disse...

Assunto encerrado Anônimo do Bacen do RJ. Não acredito que, aqui em Brasília, a maioria dos "agionários" que compraram seus imóveis a peso de ouro em 2008/9 com saldos devedor + chave acima de 500 mil irão dar conta do recado. Só pra lembrar, são parcelinhas acima de 4 mil por mês. E outra, aconteceu na Espanha, Japão, Dubai, EUA e não vai ser Brasília que muitos consideram o centro do universo que irá fugir disso.

José Luiz Leal disse...

Espero, apenas, que todos que consideram a situação de Brasilia similar a de outras localidades ou de outros países, perceba que o sistema financeiro tem grande influência na regulação do processo. Posso afirmar que o ocorrido nos EUA não consegue repetição aqui SOB AS LEIS ATUAIS.

Anônimo disse...

Ok Fábio concursado, nossa discussão está encerrada.

José Luiz Leal, minha opnião pessoal corrobora com a sua. Além das diferenças normativas, existem os seguros. E na questão das incorporadoras,outro fator a se considerar é muitos empreendimentos são feitos através de SPE´s.
Contudo, na minha OPINIÃO PESSOAL também acredito em um arrefecimento dessa valorização ao longo de algum período.
E continuo "torcendo" para que não aconteça "a bolha(pânico)imobiliária", pois isso seria um grande encalço e retrocesso para o desenvolvimento e equilíbrio ecônomico do país.

Fábio disse...

José Luiz, entendi! Então quer dizer que as construtoras ou bancos ou quem quer que sejam os credores irão simplesmente assumir a bomba da crescente inadimplência atual? No Brasil SEMPRE a corda arrebentou do lado mais fraco, e isso não é novidade pra ninguém. Não há LEI que faça um sujeito que não tem RENDA assumir o que não pode pagar. E a bolha é inevitável, basta dar uma olhadinha no wimoveis e ter um pouco de bom senso. Noroeste está aí para quem quiser ver. Aps de 2 ou 3 qtos com saldos devedores + chaves de no mínimo 500 mil, que provavelmente, NENHUM colega seu de trabalho teria condições de assumir porque nao tem renda. Ou vc acha que encontra em qualquer esquina quem tem essa graninha sobrando na conta? E tem o Park Sul tb. Quem comprou a 8 mil já está vendendo a 7 mil e olha que a água ainda não está batendo na bunda. Para quem achava que o m2 em Brasilia chegaria aos 15 mil, precisa rever seus conceitos. E rápido.

Fábio disse...

Só pra constar. Quem tem renda de 10 mil não consegue financiar 300 mil na caixa. Prestacao de 3 mil inicial. 30 anos. Isso se não tiver nenhum prego na conta heim. Basta fazer uma simulação no site da caixa. Então imóveis de mais de 1 milháo, podem pedir ajuda ao Silvio ou ao Eike porque aqui em Brasília, a batata já está ASSANDO. Quem é corretor sabe disso. No meu prédio mesmo, um ap de 125m2 não conseguiu ser vendido por 700 mil. Na asa norte. Então, boa sorte aos vendedores e a quem acredita em milagre.

José Luiz Leal disse...

Fábio, quando mencionei as leis referia-me às de proteção ao próprio sistema bancário.
Quanto a quem vai pagar a conta pela inadimplência não resta a menor dúvida: o consumidor adimplente de maneira geral.

O cadastro positivo ainda não "pegou" e o risco de crédito continua "nas alturas", portanto.

Ocorre, porém, que, no Brasil, diferente de outros países, NINGUÉM consegue hipotecar (não há mais hipoteca de particular no país) seu imóvel mais que uma vez e os empréstimos com garantia de imóvel (em média sob 1,3% de juros ao mês) só permitem uma alienação.

Penso, acessoriamente, que a acomodação dos preços ocorra ciclicamente, conforme pode-se observar na história recente do DF. Estamos em meio a uma nos últimos 12 meses se nos determos em uma análise mais profunda. Basta ver que os preços do m² caíram em algumas regiões, por conta da queda no poder de compra de uma determinada faixa de consumidores (o topo da classe B).
Creio que se trate de um tema sempre polêmico, pois quem está por comprar ou está em financiamento de imóvel é afetado e quem está por vender ou tenta fazê-lo há algum tempo, também.
Por fim, não há com o que nos irritarmos ou protestarmos, pois, à exceção dos preços estabelecidos pela TERRACAP e da taxa de juros dos financiamentos, tudo o mais pode ser determinado pela percepção de todos nós que fazemos o MERCADO.

Fábio disse...

Releia sua frase:
"NINGUÉM consegue hipotecar (não há mais hipoteca de particular no país) seu imóvel mais que uma vez"
Amigo, ou hipoteca ou não hipoteca.
O problema é que não temos renda. Uma compra que compromete 30% do salário líquido, com esses juros imorais atuais, e por 30 anos não é fácil, nem aqui nem em qualquer lugar do mundo.
Sei que você não é corretor, seja mais direto ao assunto. Grite aí "Sou contra a bolha porque tenho imóvel pra vender e quero tirar proveito disso". Ficar nesse discurso político pós-doutorado sem falar nada com nada dando volta em cima do assunto já deu.

José Luiz Leal disse...

Fábio, dessa vez esqueci-me de dizer que "NINGUÉM consegue hipotecar seu imóvel mais que uma vez" referia-se ao fato de que no exterior isto é possível.

Sim, sou proprietário de imóveis e continuo em busca de outros, mas são todos para meu uso. Sequer alugo. Por esse motivo observo o mercado imobiliário.

Somos interessados de uma maneira ou de outra neste mercado. Creio que se não fosse por isso não teríamos, todos nós, debatido o assunto até aqui.

Não me inseri na conversa por achar que tinha todas as razões e todas as certezas sobre o assunto. Expus meu conhecimento e minha opinião.

Creio, também, que possamos manter a educação e a polidez. Estamos em uma discussão à distância e os comentários se intercalam, sem que haja interlocução imediata.

Creio, ainda, que quando não me fiz claro - sob a ótica de algum dos comentaristas - expliquei-me.

Em tempo algum desmereci as opiniões de qualquer participante e ao mesmo tempo contrapus as minhas de maneira polida. Se não o fiz ou se assim não fui interpretado, desculpem-me.

Retiro-me desta, pois não me agradou o tom da sua última réplica.

Procurarei, no entanto, outro nicho em que se discuta o assunto, pois continua do meu interesse.

Até mais ver.

Fábio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fábio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lucas disse...

Acredito totalmente no post. Não existe nada que estique a ponto de jamais estourar. NADA. E outra, quando a receita é fácil, como: invista em imóveis e fique rico, é pq a pegadinha logo mais aparecerá, Tá irreal e absurdo. Tudo. Grana no bolso que é bom, poucos tem. Todos compram imóveis sem saber o que estão fazendo, pagando juros absurdos e se comprometendo pro resto da vida. Essa inflaçao é culpa dos desavisados, desesperados e corretores. Vamos esperar pra ver... ou acham que o metro quadrado vai chegar aos 50 mil?

Anônimo disse...

Sou de uma cidade grande do interior de São Paulo e penso da seguinte forma, a taxa de natalidade está caindo, construção de imoveis subindo, claro que agora ta retraindo, mas pensar assim, subindo, passamos por uma epoca de alta separação, fixação no pscicologico de ter de comprar um imovel para poder casar e ser feliz, nao é bem assim mas esta embutido nas pessoas... A analise que faóc é de esses valores para os 99% da populacao é impossivel de se comprar, uma casa era valor de um carro sedã, tudo bem valorizar um pouco mais mas um ap de 3 dormitorio com 70mtrs era para custar no máximo R$90.000,00, além disso é pura especulação, ai fica meu medo. alguem ja mexeu com ações em bolsa? isso que estamos passando do imobiliario é igual a bolsa... se os EUA sofreram bolha, porque aqui no Brasil não tudo que acontece la acontece aqui depois de 10 anos .... Resumindo eu ja viajei por tudo quanto é lugar no mundo, só a europa , angola e japao é caro imovel, devido estar proximo do centro e de locomoções, quando se vai ao interior os preços caem bastante, aqui nem isso ta acontecendo, ate em favela nao se acha casa por menos de 90 mil pelo menos aqui, como pode uma familia juntar dinheiro para isso.... gente só não ve quem não qué, to vendo amigos judeus caindo fora, vendendo os imoveis e comprando ouro ... atenção ta chegando ..... a bolha ta chegando ....

Anônimo disse...

moço, não entendo patavina disso tudo que vcs falaram, só sei de uma coisa. eu vou compra uma casa, quer a bolha estoure, quer a bolha não estoure. eu lá sei que bolha é essa, mas de uma coisa eu sei. tenho uma promessa do Deus que tudo criou e que tudo sabe, de que a minha casa estaria no distrito federal. pois é, só vou aguardar o tempo Dele. mas antes disso tirem minha dúvida. distrito federal engloba que área?somente asa norte e asa sul ou as cidades satélites também? uh?

Eddie Aparecido disse...

Queta feiticeiro rs rs, era assim que chamava um amigo meu quando ele acertava os dados do bovespa e da alta e baicha de algums papeis, MEU PARABENS DE CORACAO PELO BLOGO QUE MATOU A PAU, vou ser breve , de qualquer maneira nem preciza nao ser, olha so a bolha imobilharia `e fato, so troxa retardado como quase a maioria dos Brazucas `e que nao ve,acho que falta educacao financeira pra essa gente que so pensa em carnaval , samba e feriado pra ir comer farofa de frango na praia rs rs, desculpe falo dimais, deixa eu continuar, moro na inglaterra a deis anos, e a bolha imobilharia estourou aqui em 2007 99% da inglaterra foi afetada com poucas escessoes de arias onde vive os bilhonarios, na epoca muita gente falava da bolha mais ninguen queria acreditar incluzive eu, mais a coisa da bolha `e engracada porque ela ta na cara mais ninguen quer ver, eu tenho um monte de amigos que comprou imoveis no brasil na planta e esta tendo problema pra vender o imovel, `e obvio a oferta `e maior que a procura, foi assim aqui na inglaterra, os precos cairan 100% (rapaiz que preju que eu tive, tamben brasileiro troxa que sou, era nao sou mais)Anyway, o ramo imobilhario `e como a bousa ouro ou qualquer outro tipo de coisa relacionado a economia, tudo que sobe rapido demais cai, e quando cai leva muita gente pro buraco que demora se levantar, isso `e igual sexo quando se tem uma erecao rs rs, sobe sobe com vigor e parece que nao vai cair rs rs a bolha assasina `e ezatamente igual, isso mesmo assasina os nossos sonhos, e despertamos dentro de um pesadelo de vida real. Grande abraco Otimo blog. Eddie Bandeira UK.

Marlon disse...

Olá

Sou de Ribeirão Preto e estou querendo comprar meu imóvel. Aqui também houve um aumento absurdo dos imóveis. Antes da especulação imobiliária, eu estava juntando dinheiro e peguei uma carta de crédito de consórcio para comprar 1 casa. Na época, era possível achar casas de 300m2 a R$ 85.000. Dai ocorre que nosso amigo Lula lançou o plano minha casa minha vida e as construtoras e corretores aproveitaram para especular no mercado. Hoje a mesma casa de R$85.000 está por mais de R$ 200.000 (isso em coisa de 2 anos). É quase 300% de valorização em 2 anos, um absurdo.

Estão lançando também aquelas caixas de fosfóros de até 50m2, os preços estão girando em 130.000 mais ou menos. Até o começo deste ano observer que tudo que lançavam, vendiam rapidamente. Agora a história não é mais a mesma, estão demorando para vender, tipo, 50% das unidades até vendem rapido, o resto está encalhando. Dai alguns eles voltam no preço de lançamento, fazem feirão, etc.

As pessoas que já possuiam casas, tb quiseram aproveitar o momento e colocaram suas casas para vender a preços absurdos. Resultado: Não tem 1 quarteirão em ribeirao que vc nao passe, que não há uma plaquinha de casa a venda.

Em relação aos preços, o que estou sentindo por aqui é que estagnou. Em alguns casos até recuou um pouco.

Fico pensando os milhões de brasileiros que entraram em financiamento sem ao menos dar conta de pagar. O aconselhavel é que o financiamento nao ultrapasse 1/3 da renda da familia, mas muitos com "jeitinho brasileiro" pegaram financiamentos que levam 2/3 ou até seus salários inteiros.

Enfim, não consigo prever se haverá uma alta, uma queda ou estagnação nos preços dos imóveis. O futuro é imprevisivel, mas o q posso dizer em minha opinião é que absursos como 50% 100% ou 300% de aumento eles não conseguem mais! Acredito que os preços se estagnarão por 1 período ou haverão aumentos de acordo com a realidade (inflação). E se, daqui algum tempo, muitas pessoas que fizeram financiamento, não conseguirem arcar com suas dívidas, e houver uma retomada destes imóveis por processo de leilão, acredito que isto puxaria uma queda geral no preço dos imóveis.

Como disse, isso é apenas minha humilde opinião pessoal. Apenas o futuro nos dirá, então espero poder tomar a decisão certa no presente.

Abraços.

Anônimo disse...

Gostaria de saber quais são as novas avaliações dos colegas...acho que estamos no momento da galera começar a liberar os ágios...e já estou vendo imóveis quase prontos com os valores/m2 caindo...mas não estou percebendo este reflexo nas plantas novas...quais são as tendências?

Nelson (que não é corretor...) disse...

Olá, pessoal

Estamos em abril de 2012. Não estourou bolha e quem optou por aluguel está a jogar dinheiro no ralo desde 2010. E por tempo ainda indeterminado que deverá se estender nas principais capitais por mais uns dois anos, pelo menos, por conta da Copa de 2012 - ou alguém acha que a Copa vai jogar o preço de alguma coisa para baixo?

O problema de quem age como torcedor (e menos analista) por uma bolha é insistir nessa visão dualista de "bolha/grande valorização". Ora, há inúmeras nuances entre esses dois extremos e não vi isso ser considerado por quem lamenta e é contra a valorização louca do metro quadrado no DF (eu sou um dos que acha a coisa insana).

Mais sensato do que a torcida por uma bolha no DF (e a aposta em uma 'urucubaca americana' em nossa realidade absurdamente diferente) é a cogitação de uma diminuição, esfriamento ou mesmo congelamento da valorização do metro quadrado. Se a valorização era de 20% a 50%, cogite-se que ela fique entre zero e 10%, por exemplo, o que já seria uma redução significativa. Eu acredito e torço por isso. Em se confirmando esse cenário, a meu ver mais razoável do que a consideração só e somente de bolha ou da permanente valorização nos níveis dos últimos anos, quem permanece no aluguel tendo condições de entrar na guerra e adquirir um imóvel tá, a meu ver, prolongando o sofrimento de se gastar dinheiro por 'nada'. Considerando-se a opção do aluguel por anos a fio, parece-me mais interessante gastar dinheiro logo por algo que vai ser seu, especialmente para quem tem filhos.

Vai pagar mais que o preço de venda pois o financiamento eleva o preço do negócio? Tudo bem, mas tem pra onde correr? Quem opta pelo aluguel por longos anos não pagará mais da mesma forma, pois somará os anos de aluguel à compra efetiva de um imóvel e seus respectivo financiamento (que também encarecerá o imóvel) no momento em que julgar que o preço melhorou?

Respeite-se, portanto, quem tem a prole pra cuidar (Renata e outros, q têm o direito de comprar) e também quem se interesse por imóveis no Park Sul, elitista e preconceituosamente chamado por um leitor aparentemente frustrado de 'favelinha' só pq o projeto lhe pareceu feio (cada uma... a Vieira Souto então tem as suas tbém rs rs). É, ficou evidente a frustração de quem deu carteirada encostado em imóvel de funcionário público sem sequer conseguir comprar o criticado imóvel.

Anônimo disse...

Esperar alguns anos no aluguel é errado, o certo é se fuder por 30 anos!

Anônimo disse...

Os preços estão muito altos ! Há uma oferta excessiva de salas comerciais, por exemplo. Mas, daí a estourar a bolha depende de diversos fatores, como crise internacional, crise no Brasil, etc.
Vender sala e apartamento em Águas Claras, só por milagre...

marco disse...

marcos disse...
Pessoal, bolha não existe. O que existe é lei de oferta e procura. Qto maior a oferta menores os preços. Estou torcendo para chegar logo a copa do mundo, pois esta será o grande marco para o ajuste de preços. Ora, se os preços diminuírem maiores quantidades de recursos circularão, haverá amis venda e mais comissões. Ganhar-se-á na quantidade de negociações. Minha esposa é corretora de uma grande empresa e há tempos q ninguém vende nada. Já estão devolvendo imóveis, abrindo-se mão do q foi pago. Mas, por que 2014? simples: é o prazo para se entregar os imóveis no noroeste, SW e AC. Daí adiante, ninguém construirá mais nada... tudo como era antes...

Anônimo disse...

Esse último fim de semana fui abordado por uma pessoa falando que estava fazendo cadastro de pessoas interessadas em imóveis...deu vonta de rir! Ridículo essa bando de "corretores" distribuindo panfleto embaixo do sol, te abordando na rua como se tivesse vendendo enciclopédia. Até adesivo em carro com "vendo imóvel águas claras barato". Tá ficando engraçado!

Miriam Utida Sousa disse...

Até que enfim encontrei um texto coerente com a realidade imobiliária do Brasil. Parabéns pela lucidez.

Anônimo disse...

Caro Pedro,

você sabe se há algum grupo organizado de luta contra esses desmandos? Nesse assunto, penso como você. Acho que moradia não deve ser objeto de especulação, além de outros fatores, por ser um direito constitucional. Sendo assim, aqui em Brasília, acredito que possa ser criado um grupo que inicie suas ações apontadas para a Terracap, etc. Tem que rolar a "operação casa de areia", CPI das construtoras, etc. Precisamos nos organizar!

Anônimo disse...

A Caixa Econômica Federal já vai colocar em prática os novos juros reduzidos de financiamento imobiliário. O Governo já está até falando em modificar a poupança para reduzir os juros reais do país. A Dilma já está fazendo pressão e falando em rede nacional para os bancos privados reduzirem os juros. O Minha Casa Minha Vida está progredindo, empurrando o preço dos imóveis (até doméstica já tem sua casinha, e você ainda é inquilino, hehe). Os preços dos imóveis vão é continuar aumentando. Tô com peninha dos sonhadores da bolha.

Anônimo disse...

Cara, esse Nelson (que não é corretor...) disse tudo! Parabéns!
A propósito, estamos perto do segundo aniversário desse post mentiroso (Postado originalmente em 13/5/2010). Hehehe. Tá na hora de soprar as velinhas e aumentar as orações pela bolha que não existe! Vamos fazer umas continhas: 24 meses de aluguel x R$ 2.500(valor do aluguel de um 2 quartos fajuto no Sudoeste) = 60.000 reais de aluguel!! Em só 2 anos! Feliz do propietário que te aluga seu apezinho. Já que a galera aqui gosta de falar dos 30 anos (como se fosse proibido financiar em menos tempo!!), então dá 30 anos x 12 meses x 2500 = 900.000 reais de aluguel! Para no final não ter nada que é seu! E sem reformar (não é seu), morando assim numa espelunca. Mas é isso aí, continue na torcida. Sentado.

Pedro Júnior disse...

Se o amigo anônimo do último post souber quanto custa o financiamento de um imóvel de 900.000 por 30 anos certamente irá para o aluguel de 2500,00. A prestação do financiamento de 900.000, em 30 anos, com entrada de 90.000 (portanto estamos financiando 810.000) é de apenas R$ 9.500,00 (quase 4 vezes o valor do aluguel, sem falar que tem que ter a entrada).
Como você é um cara muito inteligente, tire suas próprias conclusões.

Anônimo disse...

Bom, na verdade, para financiar 900.000 reais, em 30 anos, o valor da 1a prestação é 10.363,45 e o da última é 2.520.89 (tabela SAC). Tudo isso já com seguros. Simulei no site da Caixa, mas eles ainda não atualizaram com as taxas novas. Calculou com juros de 10,5% + TR, só que estão falando que reduzirão para 9% + TR para quem tem conta no Banco. Os valores na verdade serão bem menores! Mas vamos pensar na situação acima, já que são os dados que temos agora (mas repita-se, haverá redução dessas parcelas!), e explicar como funciona. Dos 10.363 que você começa pagando, 2.500 é de amortização do saldo devedor. Simples: 900.000 / 360 meses = 2500 (tabela SAC = amortização constante). Então você começa pagando 7.863 de juros. Esse valor vai caindo, até não pagar nada de juros na última prestação, que é exatamente os 2.500 (a diferença para 2.520 deve ser alguma taxa, ou seguro, etc.). Mas serei honesto (ao contrário do dono do post). Você pagará, no nosso exemplo, em 30 anos, 1.503.000,00 só de juros! Isso mesmo, você perde 1,5 milhão só em juros! É bem mais que os 900 mil que você perde de aluguel, concordo. Mas espere aí! Não é tão simples assim! Tem um ponto a considerar, o financiamento é atualizado pela TR. Já o índice mais utilizado para atualizar aluguel é o IGP-M, que no acumulado dos últimos 12 meses em dezembro/2010 foi de cerca de 11% e em dezembro/2011 ficou em torno de 5%. Nos mesmos períodos a TR foi de 0,7% e 1,2%, respectivamente. Ou seja, o seu aluguel vai subir em 30 anos muito mais do que a TR, absurdamente mais! Supondo um IGP-M de 8% ao ano e TR de 1%, em 30 anos isso aumentará seu aluguel de 2.500 para 25.156 reais (aumentará 10x), enquanto o efeito na prestação do financiamento é de apenas 0,34X. Praticamente a TR não está influenciando em nada o financiamento, mas o seu aluguel médio nos 30 anos será de 10.195 reais por mês. Então 10.195 x 12 meses x 30 anos = 3.670.200 reais. Isso mesmo, 3,6 milhões de aluguel!! Como você é um cara muito inteligente, tire suas próprias conclusões. Rs!

Anônimo disse...

Aluguel não tem como financiar... então não tem como especular. Ou segue a renda média de quem pode pagar ou então fica sem alugar. Simples.
Achar que aluguel subirá acima da inflação(como seu exemplo diz 8% + TR) é uma burrice sem tamanho.

Anônimo disse...

burrice sem tamanha é achar que vai pagar o mesmo valor de aluguel durante 30 anos. você por exemplo tem pago o mesmo valor nos últimos anos? o percentual de 8% é uma estimativa razoável, dentro do que foi praticado nos últimos 2 anos. é algo real, que aconteceu, e não esse sonho de bolha que você acredita. Além disso, aluguel não segue a renda média de quem pode pagar, como você diz, segue o mercado (o qual é regulado pelo IGP-M), se você não pode pagar, o dono do seu apto aluga pra outro, e você vai para um mais barato e pior. Simples.

Pedro Júnior disse...

Ao nosso amigo anônimo que acha que pagar alguel de 2500 é o mesmo que comprar a 9500. Agradeço por estar frequentando o meu blog sobre bolha imobiliária. Isso é sinal de que, apesar de você dizer que ela não existe, você se preocupa com ela. Abçs

Anônimo disse...

Pedro Júnior, de nada. Vale ressaltar que o que escrevi não foi rebatido, e dificilmente será, por se basear na realidade, mas aí você parte para a ironia, ou talvez desespero. Está de pé o que falei. Tem argumentos? Quanto a me preocupar com a bolha, não tenho motivos para isso, apenas escolhi outro caminho e sou imparcial como você. Sou dono do meu apto, financiei 24% dele em 12 anos (não é obrigatório ser de 30 anos, tá pessoal!), mas pretendo quitá-lo em 6 (já paguei 5 prestações e amortizei outras 5). O apto foi muito caro, só consegui comprar pois dei o anterior de entrada, o qual havia comprado também financiado em 2007 e teve uma valorização de 155% em 4,5 anos. Tb sou dono de um lote que hoje vale 57% do saldo devedor do meu financiamento, mas prefiro não vendê-lo. Seus argumentos são falhos, e quem segui-los pode se dar mal. Abçs.

Anônimo disse...

A propósito, de vez em quando venho aqui no seu blog sim. Foi eu quem rebati seus argumentos do post em "9 de novembro de 2011 09:12". Fiquei sem resposta, por que será? Abçs. Rs.

Anônimo disse...

O que acontece se o dono ficar 6 meses sem inquilino? Quantos meses vai precisar para recuperar os 6 meses que não entrou nada, só saiu?

E por falar em mercado de aluguel, basta pesquisar e comprovar que a grande maioria dos imóveis hoje em dia não rendem 0,3% ao mês descontado o imposto de renda. Rendimento PÍFIO como o seu raciocínio.

Anônimo disse...

calma coleguinha, está bravo hoje? por acaso é dia de pagar o aluguel? hehe Abrçs.

Anônimo disse...

Manda outro argumento furado desse que a rebatida é na hora! Coleguinha!

Anônimo disse...

Ora bolas, se o dono ficar 6 meses sem alugar ele só não vai receber o aluguel no período, certamente ele não vive disso, ao contrário do que inquilino, que não pode ficar nem um só dia sem teto.
Agora: "basta pesquisar e comprovar que a grande maioria dos imóveis hoje em dia não rendem 0,3%ao mês descontado o imposto de renda". Putz, ajuda aí, né? 0,3% de que? Pode indicar a fonte disso? Pode ser um link mesmo... O que o sujeito recebe de aluguel não é o rendimento dele? Estou supondo que quis dizer 0,3% do valor do imóvel. Então um imóvel de 500 mil rende 1.500 reais. Tá bom, ué, pois tem um rendimento, mais o patrimônio de 500 mil. Que mal tem isso?

Anônimo disse...

Esgotou minha capacidade de desenhar, mas lá vai um link:

www.g9investimentos.com.br/artigos/ler/45.html

Anônimo disse...

Colega, obrigado pelo link, ao contrário do autor do blog, você pelo menos não prefere ao silêncio quando alguém escreve algo fundamentado, mesmo que o faça por meio de palavras de terceiros. Sobre o link, eu acho que a questão do investimento, seja em imóvel ou outra coisa, é algo pessoal, mas nem quero entrar nessa discussão. Mas veja, não tenho interesse aqui em ficar discutindo com você, mesmo porque preciso sair. Talvez eu volte no dia 13/5 pra gente soprar juntos as velinhas dos dois anos do post sem bolha alguma, hehe... Certamente se eu não tivesse dinheiro para comprar um apto, também estaria torcendo pela bolha. Mas a realidade do mercado imobiliário não vai mudar por causa das torcidas. Ficam aí meus comentários para as pessoas poderem pensar diferente, pois não tenho a menor dúvida de que os argumentos do blog são furados. Abrçs e boa sorte!

Anônimo disse...

O que mais vejo é gente bem sucedida na internet do seu tipo dizendo "tenho isso, tenho aquilo..." ou então tentando justificar os "maus investimentos" realizados, a custo de crédito farto e CARO. Caso tenha comprado apartamento nos últimos 2 anos coleguinha, você fez uma grande burrada pois comprou na ALTA e está pagando os mais altos juros praticados no MUNDO. E só para efeito de informação, os preços dos imóveis estão com preços estagnados com tendência de QUEDA. Mas enfim, isso só é torcida, não é mesmo? Boa viagem e boa sorte na sua parcela! E aos amigos, aconselho esperar e investir o dinheiro, porque o mercado dos imóveis vai baixar, queirm os agionários/corretores ou não.

Anônimo disse...

ao amigos que têm dinheiro e não caem em argumentos PÍFIOS, como os do coleguinha acima, não se iludam com a decepção, a esperança insana e o ódio de quem todos mês tem que tirar uma boa grana do seu orçamento para alegrar o legítimo proprietário do teto que ele vê acima da sua cabeça todas as noites. o que mas vejo na internet é gente desiludida que tem inveja de não ter tomado as decisões certa na vida e acha que a culpa disso é dos outros.

Anônimo disse...

Em resposta ao coleguinha acima, que dizia estar sem tempo e que não voltaria tão cedo, digo ao amigos que não tem dinheiro(a grande maioria) e que vão tomar crédito CARO a LONGO PRAZO, não se iludam com essa estratégia de venda desafiante como "você não pode comprar" e "essa é sua última oportunidade". Sugiro que vejam a quantidade de ofertas de ágios em águas claras, park sul e noroeste(esse nem começou ainda e já tem mais de 1000 ofertas só no wimóveis). Uma hora a água vai bater na bunda e eles vão ter que BAIXAR AINDA MAIS os preços ou então devolveram a bomba para a construtora, e Deus lá sabe quando vão receber esse dinheiro, haja vista que a corda sempre arrebenta do lado mais fraco nesse país, ou alguém aqui tem dúvida disso???
Calculem os JUROS que estão pagando, pois eles são os mais CAROS DO MUNDO.

Anônimo disse...

E para acabar de vez com essa falácia de que preço de imóvel está estagnado ou caindo, ou que há tendência de queda, basta conferir no link (http://www.zap.com.br/imoveis/fipe-zap/), o qual mostra que o preço dos imóveis SUBIU, SOBE e CONTINUARÁ SOBINDO, sendo completamente ilusória essa história de bolha, e descaradamente uma mentira quando se diz que o preço vai cair. E antes que os desavisados de plantão digam alguma coisa, vale lembrar que esse índice é feito em parceira com a FIPE, a qual inclusive empresta o seu nome para o índice, sendo notório que é uma Fundação séria, que por exemplo elabora a famosa Tabela FIPE dos automóveis, a qual é utilizada por todas as Seguradoras na hora de calcular os valores de seguro do carro! Fica aí mais uma prova aos amigos que, podendo comprar seu apto, devem sair dessa cilada de pagar aluguel o quanto antes. E para aqueles que ainda não caíram na real, e que na verdade nada mais fazem do que tentar convencer a si mesmos de que valeu a pena acreditar que havia uma bolha, alimentando a todo custo suas ilusões, ainda que com base em suposições, esperanças ou mentiras, fica o registro de que a única dúvida que verdadeiramente existe é: QUANDO compreenderão que não existe bolha alguma? Por fim, está no noticiário de hoje do país inteiro que as taxas de juros do financiamento imobiliário foram reduzidas ainda mais, ao contrário do que ocorre com os índices que atualizam o valor do aluguel...

Rodrigo Barreto disse...

No tocante o que desencadeou a última discussão vale ressaltar que a proporcionalidade entre valor de locação e valor de venda do suposto imóvel não são coerentes. Apartamentos de 2 quartos, no Setor Sudoeste em Brasília, com valor aproximando de locação de R$ 3mil terá um seu valor venal aproximado de R$600 mil. Assim, um financiamento de um imóvel com esse perfil seria, de acordo com a entrada estipulada (10%), perceberia parcelas mensais de aproximadamente R$6 mil (isso para a primeira mensalidade). Os valores das parcelas diminuem mensalmente, pois as parcelas são decrescentes.
Em uma simulação com juros de 10% a.a a primeira prestação será de R$5.916,00 e em cinco anos a prestação será de R$5.244,50. Acredito que o valor do aluguel que hoje é de R$3 mil estará bem próximo do valor da prestação. Assim, o valor da prestação após os 5 anos será sempre menor que o aluguel.
É bom lembrar o seguinte: nos casos das pessoas que não pagam aluguel (moram com os pais ou algo similar) tem a facilidade de comprar um imóvel e fazer um rendimento com locação, o que ajudará no pagamento das prestações.
Outra coisa importante: Não há um comparativo coerente entre imóveis em lançamento/construção e imóveis prontos. Pois boa parte de clientes que compram imóveis na planta pensam em obter um rendimento alto de curto prazo e, com isso, tentam vender o ágio pouco antes da entrega do imóvel. Só que o valor pedido é bem menos vantajoso que os imóveis ofertados pelas construtoras. E, ainda pior, alguns nem tem condições de fazer financiamento (não tem renda suficiente). Nestes casos, certamente, dependendo do contrato, as construtoras resgatam o imóvel e o comercializa a outros interessados. Deixando esses clientes com um grande prejuízo.
Quando vemos anúncios muito abaixo do praticado pelo mercado, principalmente ágios, isso não é estouro da bolha. É desespero de alguns falsos investidores, que por algum motivo particular não deram conta de comprar ou permanecer com o bem imóvel. Existem casos de pessoas que vendem imóveis abaixo do preço por urgência/emergência pelo dinheiro.
Vale lembrar que existem vários anúncios de imóveis com preços fora da realidade, mas isso também não é bolha. Caso não surja um comprador para o imóvel ofertado, e o proprietário tenha real interesse em vendê-lo, terá rever o preço anunciado. Isso é a lei da oferta e procura.
Mas para ter certeza dos preços é só procurar, nos cartórios, os valores praticados nos últimos meses. Mesmo assim, ainda há a dúvida. Um imóvel difere do outro dependendo de vários fatores (tipo de reforma e acabamento, posição em relação ao sol, andar, etc.).

Anônimo disse...

CORRETOR Rodrigo Barreto, você esqueceu da CORREÇÃO do SALDO DEVEDOR. Hoje está na casa dos 9% + TR. Para um financiamento de 30 anos de 500 mil reais eu tenho é PENA de quem vai pegar. Isso SE o banco autorizar, pois a prestaçãozinha inicial vem na faixa dos 6 mil. Isso para 30 anos. Você sabe que, para aprovar uma prestação de 6 mil, deve-se ganhar no mínimo 18 mil de salário bruto. E outra, nos primeiros 10 anos, essa prestação nunca vai baixar pela metade, seu cálculo é ridículo. Não seja desonesto pois indicando esse tipo de negócio aos seus clientes, estará dando um tiro no pé. Pense nisso!

Anônimo disse...

Agora que os juros baixaram não vai mesmo haver bolha.
Todo mundo quer sua casa própria.
E os propietários de imóveis tendem a aumentar os preços devido ao aumento da procura (demanda x oferta).
Abgail
Obs.: Abandonaram o BLOG?

Anônimo disse...

Ha é? não vai ter bolha não? Então investe no Noroeste! Vai chegar nos 25 mil o m2 até a COPA! Te dou uma dica, busca esses investimentos no wimoveis, só lá tem mais de 1000 anúncios desse "investimento". Tem muita coisa boa! Saldo devedor de 500 mil pra lá! Mas anda logo porque já já a água tá batendo na bunda e na porta do banco para financiamento! Compra o ágio na planta! tá bom? Mas compra logo uns 3 pra ficar rico de vez!

Rodrigo Barreto disse...

Caro anonimo, boa tarde! A prestacao na simulacao ja esta com suas devidas atualizacoes (segundo informado pelo banco). Nao sou eu quem dito as regras de financiamento. Contudo, nao devemos aqui faltar com respeito em relacao as opnioes do proximo. Realmente, para comprar um ijovel com eses padroes a pessoa deve ter uma renda satisfatoria, mas normalmente os quenbuscam imoveis com esse valor ja possuem um imovel de menor valor que servira como parte de pagamento. Afirmo, com toda certeza sem desmerece-lo, que sou totalmente transparente em meus posicionamentos. Acredito que deva estar confundindo-me. Mesmo assim, por outro lado, respeito seu pensamento em relacao ao mercado financeiro e, da mesma forma, em relacao ao mercado imobiliario. Boa sorte em seus investimentos.

Anônimo disse...

Sei fazer conta e sei o que estou falando!
Sobre a frase "segundo informado pelo banco" sem comentários! Desde quando banco é bonzinho com alguém? Pergunte ao banco que te deu essa informação, se ele recomenda para a mãe dele uma dívida em JUROS COMPOSTOS!? Tem que rir mesmo!
E outra, não esqueça que para comprar um, tem que VENDER o outro! E boa sorte nas suas vendas! Você deve estar precisando corretor!

Anônimo disse...

Caro Rodrigo Barreto,
Não ligue para esse anônimo fracassado, que coloca nos outros a culpa da sua derrota. É inquilino e o será pelo resto de sua vida, alegrando sempre os proprietários do imóvel (cada vez pior e de aluguel mais caro) que ele vive. Como ele não tem argumentos, parte para o desrespeito ao próximo, como você disse. Deve estar ansioso pelo aniversário de 2 anos desse blog mentiroso, sem nenhum sinal de bolha...

Anônimo disse...

Ih, o coleguinha anônimo não entende do que fala... Disse "você esqueceu da CORREÇÃO do SALDO DEVEDOR. Hoje está na casa dos 9% + TR." Parabéns, pelo menos acertou na taxa, mas o que ele não entende é que os últimos exemplos aqui dados JÁ CONSIDERARAM OS 9% DURANTE TODO O PERÍODO. A única coisa não considerada foi a TR, que hoje é de cerca de 1% AO ANO. Nem inflação incide mais sobre esses exemplos, pois já está incluída na taxa de 9%. Você já sabe quanto pagará, não tem surpresa. Já o valor do aluguel em 30 anos, subirá muito, como subiu nos últimos 2 anos (não foi o que você inquilino percebeu no seu aluguel? Isso se chama realidade, meu caro). Eu tenho muita pena de quem escolhe ficar no aluguel. Vai se dar muito mal se ficar ouvindo os conselhos de inquilino frustado. Pense nisso!

Anônimo disse...

Sem sinal de bolha? 1 ano atrás tinham 5.000 anúncios de imóveis em águas claras no wimoveis, hj já ultrapassa os 7.000. Asa Norte 2 anos atrás eram 900 anúncios de imóveis, hoje já ultrapassa os 1.300. Park Sul está aí, pessoas querendo vender pelo preço que pagaram e não conseguem, estão procurando o distrato junto a construtora. Noroeste temos mais de 1.000 anúncios também, e nada do m2 subir. Conheço pessoas que estão anunciando ágios lá faz mais de 1 ano e não repassam pelo preço que pagaram. Dá pena desses corretores que frequentam blogs pra se defender da merda que fizeram investido em ágio! A festa acabou! kkkkkkkkkk!!!

Anônimo disse...

E sobre a frase "Nem inflação incide mais sobre esses exemplos, pois já está incluída na taxa de 9%". A inflação incide na TR! VAI ESTUDAR CORRETOR!

Anônimo disse...

kkkk. Desenha aí como a inflação pode incidir na TR, se a TR anual é de cerca de 1%, e a inflação é maior, cerca de 7% ao ano (http://g1.globo.com/economia/noticia/2011/11/inflacao-oficial-acumula-alta-de-697-em-12-meses-mostra-ibge.html).
Vai estudar VOCÊ!
A propósito: PARÁBENS PRA VOCÊ! NESTA DATA TÃO ESPERADA! ESSE BLOG MENTIROSO FEZ 2 ANOS! SEM TER BOLHA NEM NADA! kkkk

Anônimo disse...

Corretor! vou te dar uma aulinha tá bom?
É óbvio que a TR nos últimos anos teve pouca variação, pois a inflação esteve em níveis baixos nos últimos anos, mas caso ela volte a subir, a TR irá subir também para corrigir a perda do valor monetário, pois a inflação iria corroer o valor da prestação tornando-se irrisória perante o bem financiado. Dê uma olhada nessa tabela aqui: http://www.portalbrasil.net/tr_mensal.htm e comprove que nos anos em que a inflação esteve mais baixa foram os anos que a TR menos subiu, mas compare com 2011 que foi um ano em que a inflação se deslocou um pouco do normal e veja que ela já variou também. Mas enfim, se quiser eu desenho de novo tá bom!?

Anônimo disse...

Quanto a BOLHA ninguem realmente sabe se ira estourar ou nao mas caso estoure os investidores que pagam os imoveis a vista ou seja que nao precisam de financiamento nao correm risco de ver seu investimento desvalorizar...Eu sou investidora geralmente compro a vista ou pago de acordo com a construcao ou seja quito o imovel no final da construcao direto com a construtora...Faco isso ha 15 anos e hj em dia tenho um pequeno imperio,meus imoveis estao todos alugados,quitados e super valorizados...Quanto a bolha dos Estados Unidos realmente aconteceu mas nao em New York, meu apartamento estudio em Manhattan continua o mesmo preco e caso eu queira vender e facil pois aqui em Manhattan ainda rola muito dinheiro...Todos os meus imoveis foram comprados em Fortaleza na area nobre da cidade...Agora estou vendendo alguns apartamentos e comprando casas pois esta ficando dificial encontrar casas pois todas estao dando espaco a novos edificios...Com bolha ou sem bolha minha vida nao muda...

Anônimo disse...

Quanto a BOLHA ninguem realmente sabe se ira estourar ou nao mas caso estoure os investidores que pagam os imoveis a vista ou seja que nao precisam de financiamento nao correm risco de ver seu investimento desvalorizar...Eu sou investidora geralmente compro a vista ou pago de acordo com a construcao ou seja quito o imovel no final da construcao direto com a construtora...Faco isso ha 15 anos e hj em dia tenho um pequeno imperio,meus imoveis estao todos alugados,quitados e super valorizados...Quanto a bolha dos Estados Unidos realmente aconteceu mas nao em New York, meu apartamento estudio em Manhattan continua o mesmo preco e caso eu queira vender e facil pois aqui em Manhattan ainda rola muito dinheiro...Todos os meus imoveis foram comprados em Fortaleza na area nobre da cidade...Agora estou vendendo alguns apartamentos e comprando casas pois esta ficando dificial encontrar casas pois todas estao dando espaco a novos edificios...Com bolha ou sem bolha minha vida nao muda...

Mariana disse...

Oi, pessoal. Estou fazendo matéria para a TV Brasil sobre a situação do mercado imobiliário no país -- terrenos escassos, preços elevados por causa da especulação, dificuldade para a população de baixa renda adquirir casa própria -- e procuro uma pessoa que quer comprar imóvel mas está tendo dificuldade por causa dos preços. Alguém que guardou dinheiro pra comprar apê, por exemplo, mas o valor subiu nesse meio tempo. Tem que ser de Brasília. Se alguém puder ajudar, por favor me ligue no telefone (61) 3799 5315 o mais rápido possível, ou envie e-mail para mariana.branco@ebc.com.br. Obrigada!

Anônimo disse...

Hj saiu no O GLOBO que o preço dos imóveis no Rio caiu 30%.
mas o que quero comentar é o seguinte: estou morando em Brasília há 3 anos e já venho pensando em cair fora, pois o trânsito está ficando impossível e nunca conseguirei comprar um imóvel aqui. Se eu estou pensando assim, muita gente deve estar pensando igual, e sabe-se que uma saída masi massificada de brasília jogaria os preços no chão.

Anônimo disse...

Caro anônimo, essa informação de que imóvel no Rio caiu 30% é uma viagem sem tamanho. É preciso parar de colocar percentuais imaginários aqui de que o preço de imóvel caiu isso ou aquilo, porque todo mundo sabe que até agora não caiu nada, pelo contrário, continuam subindo os preços dos imóveis. Ainda mais no RJ, que por incrível que pareça, já está começando a fazer frente a Brasília! O metro quadrado do Leblon está superior a 12 mil, isso é superior ao Sudoeste, por exemplo! Quando a sair de BSB, eu já saí e recomendo, só é feliz aí quem nasceu em Brasília. Nada contra os brasilienses, mas é uma cidade que só mesmo quem é daí pode gostar (e não estou falando da parte física, mas do jeito de ser do brasiliense). Por fim, saiba que a cada edital de concurso federal lançado, é garantia de muita gente se mudando pra BSB, que aliás é uma cidade cuja população não pára de crescer!


Hj saiu no O GLOBO que o preço dos imóveis no Rio caiu 30%.
mas o que quero comentar é o seguinte: estou morando em Brasília há 3 anos e já venho pensando em cair fora, pois o trânsito está ficando impossível e nunca conseguirei comprar um imóvel aqui. Se eu estou pensando assim, muita gente deve estar pensando igual, e sabe-se que uma saída masi massificada de brasília jogaria os preços no chão.

Angelo disse...

Meu amigo, quanta desinformação... você não deu um dado sequer com dados pesquisados, apenas opiniões. estude um pouco mais os casos americano e japonês, principalmente sobre o mercado de investimentos da época, e pense um pouco na besteira que você escreveu.

Anônimo disse...

Meu amigo inquilino Angelo, quanta ingenuidade, a minha informação está no site http://www.zap.com.br/imoveis/fipe-zap. Com relação à baboseira que você escreveu ("casos americano e japonês", dá pra ficar no Brasil????), foi você que não deu nenhum dado... Tenho mais o que fazer do que ficar procurando na internet sobre devaneios de inquilino...Quem tá precisando pensar é você... Sorry...

Anônimo disse...

Moro em São José do Rio Preto, e também acho, acho não tenho certeza que os preços estão irreais, poucos estão ganhando, e muitos perderam muito com isso. Vejo a enormidade de prédios e condomínios saírem e não consigo ver tantas pessoas morando nos mesmos. Pura especulação.

Anônimo disse...

Tudo que vc disse aconteceu aqui na Europa,,, agora estao todos com a corda no pescoco,muita gente comprou nao um imovel apenas, mas sim varios e depois quando estourou a bolha nao tinham condicoes de pagar e tem gente ate se suicidando.. desculpe a falta de acentos meu pc e ingles rsrrsrs

Alexandre Sena disse...

Olá moro em Fortaleza e aqui como em todo país os preços estão em alta comprei meu apto. 3 qrts em 2009 por R$ 40.000,00 e hj vendi a R$ 103.000,00 estou pensando em passar 2 anos no máximo em um aluguel, quitar algumas dívidas, e guardar o restante e esperar o final da copa, pois sei que os valores praticados no momento estão com ágio devido a copa do mundo, e financiar uma parte para comprar uma casa. Bolha ou especulação á parte qual seria a melhor aplicação financeira para deixar o $$$ aplicado nesse período ? grato

Anônimo disse...

Prezado Alexadre, eu jamais faria o que você fez, trocar o seu teto, que é, ou era, seu, por um número no extrato bancário todo mês. Muito arriscado, arriscadíssimo. Sem falar que dificilmente você conseguirá comprar o mesmo imóvel daqui 2 anos, pois o preço deve aumentar mais do que as aplicações financeiras consideradas conservadoras (com risco reduzidíssimo), ainda mais considerando que você pagará aluguel. Bom, mas caso seja isso mesmo que você queira (ou precise) fazer, eu aconselharia colocar o dinheiro na poupança, e dividido em dois bancos fortes diferentes (como BB e Itaú, por exemplo). O Governo garante quebra do Banco até determinado valor, acho que uns 60 mil. Não sei como isso funciona na prática, mas também não deve ser dinheiro na conta no dia seguinte pago pelo Governo quando um banco quebra. E se estiver acima do valor garantido pelo Governo, então você pode ir dando adeus à grana, pois entrará na fila dos credores, e sem garantia nenhuma... (na prática você perde o dinheiro!) Enfim, muitos bancos já quebraram em nosso país, e até grandes, como o Nacional, por isso que acho arriscado você trocar seu apto por um número no extrato bancário, ou ainda ficar sujeito a um plano econômico maluco, como o do Collor, que sacou o dinheiro das pessoas que estava na poupança, e depois devolveu aos poucos e com juros distorcidos (existem ações na justiça sobre isso até hoje...). São coisas difíceis de acontecer, eu sei, mas não seriam a primeira vez, e certamente mais prováveis que a ilusão da bolha. Não aplicaria em CDB, pois hoje não vale a pena comporado à poupança, e nem em investimentos arriscados como ações, dólar e outros índices voláteis, pois se trata da grana correspondente à sua moradia, a qual não é bom você correr riscos. Abraços.

Anônimo disse...

atualmente quem pode compra!!! e quem nao pode especula bolhas.se informe que a bolha nos eua foi tbm por causa do alto crescimento do desemprego na era bush!!!sem dinheiro,sem pagamentos!

Alexandre Sena disse...

caro Anônimo, a venda do meu apto. foi motivada por motivos pessoais... Então para não fazer um negócio aos atropelos, e depois chorar pelo leite derramado, resolvi alugar uma casa para como se costuma dizer "Passar uma chuva", irei deixar o $$$$ que sobrou na poupança e me acostumar com uma obrigação mensal (aluguel) para ao término do contrato em 1 ano, fazer um financiamento ou quem sabe após a copa do mundo. Porque a especulação aqui tá demais, só pra se ter uma idéia um apto, que estava em vista para comprar na praia o dono pedia R$ 85.000,00 (teria que fazer uma reforma boa) ofereci R$ 77.000,00, e olhe que fui o único que realmente queria bater o martelo, mas o dono só fechava em R$ 80.000,00, (e olhe que o mesmo está na iminência de ter o imóvel tomado pela justiça por conta de inadimplência com condomínio), após um mês o mesmo passou a pedir R$ 95.000,00 (um aumento de R$ 10.000,00, sem nenhuma mudança ou investimentos no bairro, pura especulação)....

Anônimo disse...

Infelismente senhores nao preocupo com bolha imobiliaria e sim com a Divida Interna,seu juro e a corrupcao no Brasil ,alem e claro da falta de investimento na saude e educacao.
Para entederos melhor se vai ou nao ter crise imobiliaria no Brasil devemos observar quanto e o reajuste do salario hora USA e salario na ESPANHA.Observem senhores que quem fez parcelas em 2009 e o compromentimento de 50 por cento naquela epoca nao e o mesmo hoje,que devido ao reajuste anual do salario faz com que o comprometimento seja tambem menor alem da parcela sempre reduzir.Quem financia pela Caixa sofre uns 5 anos depois a coisa muda,o salario comeca a sobrar mais,e os mesmos nao mais pagam aluguel....e um ciclo.O resto vcs tirem suas conclusoes a respeito do certame.

Anônimo disse...

Acho que no Brasil a bolha talvez não estoure, mas como disseram anteriormente, os preços irão ficar estagnados por alguns anos e as vendas tendem a despencar.

Sabe tudo disse...

Bom não esquecer que o Brasil sediará os eventos mundiais (copa/olimpiada). São eventos que influenciam a manter o viés de alta. Outra coisa, Brasília é Brasília. O Brasil tem que quebrar inteiro para estrepar Brasília. Este papo de imóvel baixar por aqui já ouço há uns aninhos (uns 30). Pode ser que pare de subir, que mantenha preço, mas baixar só se vier uma recessão mt brava por aí (talvez em 2015, depois da reeleição da Dilma).

Anônimo disse...

Quero saber de uma coisa...
Comprei 1 imovel no guará em 2006\2007 em torno de 120.000 (Liberte), na planta, por acaso e pq ia casar...
Após 2 anos recebi e o mesmo valia em torno de 230.000, vendo esse lucro sem fazer nada 110.000, comprei mais 3 imoveis na planta(250.000) cada (Olympique) 2008, burro eh eh...
Devo ainda, dos 3 últimos 350.000
Prestação mensal de 8.500 mas os alugueis me rendem 6.000 líquidos...

Considerendo preços atuais:
Liberte 380.000
Olympique 400.000


Ou seja, a discussão é pra quem compra ou não... e pra quem já comprou,

Vendo, continuo pagando, se fosse vc amigo, faria o que...

PROPRIETÁRIO disse...

Sobre o caso acima, tá aí mais um exemplo de quem se deu bem... Parabéns! Eu acho que você deveria é aumentar o preço do aluguel até chegar nos 8.500 para ficar igual ao valor da prestação. Ferro nos inquilinos!! rs

Anônimo disse...

Realmente parece que estamos em uma bolha, mas não podemos esquecer que o Real está se desvalorizando e os salários não são corrigidos automaticamente pela inflação. Daí a discrepância em relação ao preço dos aluguéis. As curvas de preço de venda e de aluguel não são sincronizadas. E num cenário de alta inflação quem se endivida para comprar um imóvel pode até se dar bem. Além disso, a demanda por moradia só vai deixar de aumentar quando a população deixar de crescer.

Anônimo disse...

"Compra imóvel quem tem dinheiro para comprar e capacidade financeira para pagar". NOSSA SANDRO QUE ABSURDO... VC COMO CORRETOR É ANTIÉTICO E ARROGANTE SE VC VIVESSE DE SÁLARIO MÍNIMO COMO METADE DA POPULAÇÃO BRASILEIRA QUE POR SINAL PAGA OS MAIORES IMPOSTOS DO MUNDO VC NÃO DIRIA ISSO.... EU TORÇO PRA BOLHA ESTOURR E DANE-SE OS CORRETORES MEDÍOCRES DESSA ELITE DOMINANTE DE MERDA.... ABAIXO OS PREÇOS ISSO QUE O POVO QUER...

Anônimo disse...

PARABÉNS PEDRO PELO BLOG.... TEM QUE PARAR COM ESSE CIRCO ANTES QUE O BRASIL VIRE UM EUA GRÉCIA E A FALIDA ESPANHA... MERDA PROS CORRETORES QUE GANHAM EM CIMA DOS ASSALARIADOS BRASILEIROS...QUE VENHA A BOOOOOLLLLLHHHHHAAAAA

Monique disse...

Olá pessoal!
Vendo apartamento meu novissimo no GuaraII, ótima localização dentro de condomínio com aerea de lazer completa.
Preço muito bom! Sem comissão para corretor.
Devido a mudança de planos não morarei mais em Brasília.
Interessados ligar: 061 9544 5885 (ligar nesse numero até dia 31/08/2012). Depois dessa data enviar e-mail para moniquenasilva@hotmail.com

Monique

Mrs Vanda Mariana disse...

Caro atenção,

Você está cansado de procurar empréstimos e hipotecas? Você tem sido constantemente rejeitado por seus bancos e outras instituições financeiras? E-mail: m.m.v.investment@gmail.com Você precisa de um empréstimo para iniciar um negócio de Ano Novo? Você não tem que preocupar-se não mais, Porque A boa notícia é aqui! Oferecemos empréstimos que variam de 3000,00 Euros Min. Para 3000,000.00 Euros Max. Uma taxa de juros de 3% ao mês. Aqui está o nosso E-mail: m.m.v.investment@gmail.com

Oferecemos.........

(1) Empréstimos pessoais (Secure e quirografários)
(2) Empréstimos de Negócios (Secure e quirografários)
(3) Empréstimo de consolidação.
(4) salvar serviços.
(5) Empréstimo de construção e muito mais.
(6) Nada emprestado até o ano 3000 a 3000.000.00 Euros.
(7) Escolha entre 1 ou anos para pagar.
(8) Escolha entre os pagamentos mensais e anuais no âmbito do Plano.
(9) Flexible termos de empréstimo.
(10)Email: m.m.v.investment@gmail.com

Somos certificados, confiável, confiável, eficiente, rápido e dinâmico. Contacte-nos hoje .. Todas as Respostas devem ser enviadas para Nome de Contato: SRA, VANDA MARIANA . E-mail: m.m.v.investment@gmail.com

Atenciosamente.
Mrs Vanda Mariana.
Departamento de Empréstimos.
M.M.V Loan Services Limited.
E-mail: m.m.v.investment@gmail.com

Mrs Vanda Mariana disse...

Caro atenção,

Você está cansado de procurar empréstimos e hipotecas? Você tem sido constantemente rejeitado por seus bancos e outras instituições financeiras? E-mail: m.m.v.investment@gmail.com Você precisa de um empréstimo para iniciar um negócio de Ano Novo? Você não tem que preocupar-se não mais, Porque A boa notícia é aqui! Oferecemos empréstimos que variam de 3000,00 Euros Min. Para 3000,000.00 Euros Max. Uma taxa de juros de 3% ao mês. Aqui está o nosso E-mail: m.m.v.investment@gmail.com

Oferecemos.........

(1) Empréstimos pessoais (Secure e quirografários)
(2) Empréstimos de Negócios (Secure e quirografários)
(3) Empréstimo de consolidação.
(4) salvar serviços.
(5) Empréstimo de construção e muito mais.
(6) Nada emprestado até o ano 3000 a 3000.000.00 Euros.
(7) Escolha entre 1 ou anos para pagar.
(8) Escolha entre os pagamentos mensais e anuais no âmbito do Plano.
(9) Flexible termos de empréstimo.
(10)Email: m.m.v.investment@gmail.com

Somos certificados, confiável, confiável, eficiente, rápido e dinâmico. Contacte-nos hoje .. Todas as Respostas devem ser enviadas para Nome de Contato: SRA, VANDA MARIANA . E-mail: m.m.v.investment@gmail.com

Atenciosamente.
Mrs Vanda Mariana.
Departamento de Empréstimos.
M.M.V Loan Services Limited.
E-mail: m.m.v.investment@gmail.com

Mrs Vanda Mariana disse...

Caro atenção,

Você está cansado de procurar empréstimos e hipotecas? Você tem sido constantemente rejeitado por seus bancos e outras instituições financeiras? E-mail: m.m.v.investment@gmail.com Você precisa de um empréstimo para iniciar um negócio de Ano Novo? Você não tem que preocupar-se não mais, Porque A boa notícia é aqui! Oferecemos empréstimos que variam de 3000,00 Euros Min. Para 3000,000.00 Euros Max. Uma taxa de juros de 3% ao mês. Aqui está o nosso E-mail: m.m.v.investment@gmail.com

Oferecemos.........

(1) Empréstimos pessoais (Secure e quirografários)
(2) Empréstimos de Negócios (Secure e quirografários)
(3) Empréstimo de consolidação.
(4) salvar serviços.
(5) Empréstimo de construção e muito mais.
(6) Nada emprestado até o ano 3000 a 3000.000.00 Euros.
(7) Escolha entre 1 ou anos para pagar.
(8) Escolha entre os pagamentos mensais e anuais no âmbito do Plano.
(9) Flexible termos de empréstimo.
(10)Email: m.m.v.investment@gmail.com

Somos certificados, confiável, confiável, eficiente, rápido e dinâmico. Contacte-nos hoje .. Todas as Respostas devem ser enviadas para Nome de Contato: SRA, VANDA MARIANA . E-mail: m.m.v.investment@gmail.com

Atenciosamente.
Mrs Vanda Mariana.
Departamento de Empréstimos.
M.M.V Loan Services Limited.
E-mail: m.m.v.investment@gmail.com

Mrs Vanda Mariana disse...

Caro atenção,

Você está cansado de procurar empréstimos e hipotecas? Você tem sido constantemente rejeitado por seus bancos e outras instituições financeiras? E-mail: m.m.v.investment@gmail.com Você precisa de um empréstimo para iniciar um negócio de Ano Novo? Você não tem que preocupar-se não mais, Porque A boa notícia é aqui! Oferecemos empréstimos que variam de 3000,00 Euros Min. Para 3000,000.00 Euros Max. Uma taxa de juros de 3% ao mês. Aqui está o nosso E-mail: m.m.v.investment@gmail.com

Oferecemos.........

(1) Empréstimos pessoais (Secure e quirografários)
(2) Empréstimos de Negócios (Secure e quirografários)
(3) Empréstimo de consolidação.
(4) salvar serviços.
(5) Empréstimo de construção e muito mais.
(6) Nada emprestado até o ano 3000 a 3000.000.00 Euros.
(7) Escolha entre 1 ou anos para pagar.
(8) Escolha entre os pagamentos mensais e anuais no âmbito do Plano.
(9) Flexible termos de empréstimo.
(10)Email: m.m.v.investment@gmail.com

Somos certificados, confiável, confiável, eficiente, rápido e dinâmico. Contacte-nos hoje .. Todas as Respostas devem ser enviadas para Nome de Contato: SRA, VANDA MARIANA . E-mail: m.m.v.investment@gmail.com

Atenciosamente.
Mrs Vanda Mariana.
Departamento de Empréstimos.
M.M.V Loan Services Limited.
E-mail: m.m.v.investment@gmail.com

Anônimo disse...

NÃO CONCORDO COM SUA TESE, VC PODE ACERTAR NO RESULTADO, PORÉM ELE VEM SIMPLESMENTE DA MÁXIMA DA ECONOMIA QUE É A OFERTA E DEMANDA.
MEU AMIGO, ENQUANTO A DEMANDA FOR GRANDE O PREÇO SOBE.
EM RELAÇÃO A BOLHA, COMPARADO A PAÍSES COMO JAPÃO (INTENSOS DESASTRES NATURAIS) E EUA (96% DOS IMÓVEIS COMPRADOS SÃO FINANCIADOS, JÁ NO BRASIL SE NÃO ME ENGANO 6%) ELA NÃO EXISTE NO BRASIL.
NÃO ESQUEÇA QUE A VALORIZAÇÃO DO IMÓVEL QUANDO VC É PROPRIETÁRIO RESULTA NUM AUMENTO DE PATRIMONIO, PORÉM SE VC VENDE PARA COMPRAR OUTRO O SEU PODER DE COMPRA É O MESMO, PORTANTO SÓ GANHA DINHEIRO O INVESTIDOR QUE COMPRA REFORMA E VENDE OU COMPRA NA PLANTA E VENDE.
ISSO É HISTÓRICO E NÃO PONTUAL.
TODO ANO APARECEM PESSOAS CRITICANDO O MERCADO, E SEMPRE VEM A RESPOSTA......VALORIZAM.
SOU DE SP E 10 ANOS ATRAS O MT2 EM MÉDIA ERA R$ 2.000,00 SUBIU PARA R$ 5.000,00 E FALAVAM " IMPOSSÍVEL, VAI BAIXAR, É IRREAL" O QUE ACONTECEU ? SUBIU PARA R$ 7.000,00.
E AI FOI SUCESSIVAMENTE ATÉ 12, 14 OU 15 MIL.
PORTANTO CARO AMIGO, NÃO VIVEMOS NUMA BOLHA E SIM NUM MERCADO IMOBILIÁRIO VIVENDO UM ÓTIMO MOMENTO.

PS. NÃO ESQUEÇA TBM QUE AQUI EM SP NÃO EXISTEM MAIS TERRENOS PARA INCORPORAÇÃO, ISSO É MAIS UM SINAL DE VALORIZAÇÃO IMOBILIÁRIA.

ESCREVA ISSO

Anônimo disse...

Rodrigo Constantino, O GLOBO
Agora que os principais bancos divulgaram seus balanços do primeiro semestre de 2012, podemos fazer uma análise melhor dos rumos do setor. O que vemos em relação à expansão creditícia, especialmente nos bancos estatais, é inquietante. Não é trivial dizer se há ou não uma bolha de crédito no Brasil. Mas, se o governo seguir na tendência atual, isso claramente será um risco concreto.
A Caixa Econômica Federal expandiu em 45% sua carteira de crédito em apenas 12 meses. Trata-se de um crescimento espantoso, boa parte voltada para o programa “Minha Casa, Minha Vida”. O Banco do Brasil, por sua vez, aumentou em 20% a carteira no mesmo período. Juntos, esses dois bancos possuem uma carteira acima de R$ 750 bilhões!

Os bancos privados seguem em mão contrária, reduzindo o ritmo de crescimento. Itaú Unibanco e Bradesco expandiram, na média, em apenas 12% a carteira de crédito nos últimos 12 meses. A inadimplência em alta acendeu o sinal de alerta, e os banqueiros decidiram pisar no freio, apesar da pressão do governo.
O grau de alavancagem dos bancos públicos é bem maior. O Banco do Brasil e a Caixa possuem, somados, mais de R$ 1,6 trilhão em ativos, para míseros R$ 83 bilhões de patrimônio líquido. Ou seja, uma alavancagem de quase 20 vezes! Por outro lado, os três maiores bancos privados possuem, juntos, alavancagem de 10,5 vezes.
Em outras palavras, os bancos públicos apresentam o dobro de risco. A Caixa é o mais agressivo de todos, com quase R$ 600 bilhões em ativos para singelos R$ 21,4 bilhões de patrimônio. Uma alavancagem assustadora de quase 28 vezes! Para explicar de outra forma, basta uma perda de 4% nos ativos para reduzir todo o patrimônio da Caixa a pó.

Ciente do enorme risco, o governo já fala em injetar mais capital no banco. Isso significa, em linguagem clara, que os “contribuintes” serão chamados para pagar pela farra de crédito dos mais endividados. A prudência é punida, enquanto o comportamento de cigarra irresponsável é premiado. O show precisa continuar.
Quando observamos esses dados, a incômoda pergunta feita séculos atrás pelo poeta romano Juvenal vem à tona: Quis custodiet ipsos custodes? Traduzindo: quem vigia os vigias? Se o próprio governo deve cuidar da saúde do sistema financeiro, como garantir que ele não será o grande responsável pela criação de bolhas com foco no curto prazo?

Muitos culpam a desregulamentação pela crise americana recente. Ignoram que o epicentro da crise estava justamente em um setor bastante regulamentado: o de hipotecas. Dois gigantes do setor, empresas semiestatais, bancaram verdadeira orgia de crédito imobiliário, principalmente para as classes mais baixas, com os famosos “subprimes”.
Tanto a Fannie Mae como a Freddie Mac sofreram intensa pressão de Washington para expandir a carteira de crédito voltada para os mais pobres. É muito popular o governante que ajuda no sonho da casa própria, independentemente da capacidade futura de pagamento.
Essas empresas, atreladas até a alma ao governo, contavam com um órgão regulador exclusivo, cuja única missão era assegurar sua saúde financeira. Isso não impediu que seu grau de alavancagem chegasse a 50 vezes! O resultado agora é conhecido: os pagadores de impostos foram obrigados a cobrir o rombo bilionário.
É muito tentador para um governante usar bancos públicos para financiar uma farra de crédito sem lastro. Ele colhe os louros no curto prazo, com mais crescimento econômico, enquanto os problemas só aparecem lá na frente, no mandato de outro. Estamos cansados de saber disso com os históricos fracassos do BNH, Banco do Brasil, Banerj, Banespa, etc.

Anônimo disse...

O brasileiro já se encontra bastante endividado. O modelo de consumo calcado em crédito se esgotou. A economia não cresce e a inflação segue elevada. O inverno chegou para as cigarras. Os bancos privados percebem isso, mas sofrem forte pressão do governo para expandirem ainda mais o crédito.
Os bancos públicos assumem a iniciativa, roubando mercado de forma irresponsável. Já correspondem a quase metade do total de crédito do país, lembrando que Marx e Engels defendiam o controle estatal do crédito como instrumento para a revolução comunista.
Quando Pandora abriu a caixa que ganhara de presente, contra todos os alertas, ela espalhou pelo mundo vários males. Sobrou na caixa a esperança, a última que morre. Espera-se que o governo saiba parar com essa política inflacionária a tempo. Caso contrário, teremos muito sofrimento depois. Assim diz Cassandra, cuja maldição era prever o futuro, mas não ser escutada…

M.M.V INVESTMENT disse...

Caro atenção,

Você está cansado de procurar empréstimos e hipotecas? Você tem sido constantemente rejeitado por seus bancos e outras instituições financeiras? E-mail:
m.m.v.investment@gmail.com OR mrsvandamariana@yahoo.co.uk, Você precisa de um empréstimo para iniciar um negócio de Ano Novo? Você não tem que preocupar-se não mais, Porque A boa notícia é aqui! Oferecemos empréstimos que variam de 3000,00 Euros Min. Para 3000,000.00 Euros Max. Uma taxa de juros de 3% ao mês. Aqui está o nosso E-mail:m.m.v.investment@gmail.com OR mrsvandamariana@yahoo.co.uk.

Oferecemos.........

(1) Empréstimos pessoais (Secure e quirografários)
(2) Empréstimos de Negócios (Secure e quirografários)
(3) Empréstimo de consolidação.
(4) salvar serviços.
(5) Empréstimo de construção e muito mais.
(6) Nada emprestado até o ano 3000 a 3000.000.00 Euros.
(7) Escolha entre 1 ou anos para pagar.
(8) Escolha entre os pagamentos mensais e anuais no âmbito do Plano.
(9) Flexible termos de empréstimo.
(10)Email: m.m.v.investment@gmail.com, mrsvandamariana@yahoo.co.uk.

Somos certificados, confiável, confiável, eficiente, rápido e dinâmico. Contacte-nos hoje .. Todas as Respostas devem ser enviadas para Nome de Contato: SRA, VANDA
MARIANA . E-mail: m.m.v.investment@gmail.com OR mrsvandamariana@yahoo.co.uk.

Atenciosamente.
Mrs Vanda Mariana.
Departamento de Empréstimos.
M.M.V Loan Services Limited.
E-mail: m.m.v.investment@gmail.com
E-mail: mrsvandamariana@yahoo.co.uk

Cemara Loteamentos disse...

Gostamos muito da matéria! Parabéns! Completa e muito bem elaborada!
Aproveito e indico nosso site.
A empresa tem muita experiência de mercado em radios comunicadores Motorola e pode tanto tirar dúvidas, como apresentar os melhores produtos do mercado! Recomendo!

Adriano V.P disse...

Considerando que a realidade da bolha imobilíaria exista, qual seria o investimento que substituiria a rentabilidade e segurança do mercado imobiliário? Gostaria de sugestões para quem não quer aplicar em renda fixa com rendimento baixo. O caminho seria tesouro direto?? ações ??construção de pequenos comodos para classe baixa e alugar?franquias ou comércio?? O que fazer sugiro uma troca de idéias pois aposto que todos aqui querem ganhar dinheiro, e não adianta chorar, eu como muitos na época maravilhosa dos rendimentos imobiliários não podia investir.Quero ter uma visão sobre investimentos excluindo a opção imóveis me ajudem. Abraço a todos.

Daniel Mascarenhas disse...

cConcordo com praticamente tudo que foi posto aqui, PORÉM é preciso pensar sobre um outro ponto de vista.

Meu avô era engenheiro italiano e vivia no Rio de Janeiro, na época dele uma pessoa com diploma na área de engenharia ganhava extremamente bem em comparação a maioria das pessoas. Ele podia pagar sem aperto um aluguel num apartamento de 3 quartos de frente pra praia de Copacabana.

O que aconteceu depois? A aposentadoria dele não era nem de longe o que ele ganhava durante a vida e nesse meio tempo um apartamento em Copacabana foi subindo de preço e hoje custa absurdamente mais do que ele no tempo de auge poderia pagar.

O que seria melhor? Ele no passado ter comprado um apartamento menos suntuoso e depois vendido para comprar um maior até chegar num desse porte, ou pagar aluguel a vida toda, ver o preço dos imóveis subindo? Todos envelhecemos e por mais que possamos garantir ganhos na aposentadoria nada é melhor do que ter poucos custos na velhice. Nada é mais seguro que não pagar aluguel na velhice!

Daniel Mascarenhas disse...

cConcordo com praticamente tudo que foi posto aqui, PORÉM é preciso pensar sobre um outro ponto de vista.

Meu avô era engenheiro italiano e vivia no Rio de Janeiro, na época dele uma pessoa com diploma na área de engenharia ganhava extremamente bem em comparação a maioria das pessoas. Ele podia pagar sem aperto um aluguel num apartamento de 3 quartos de frente pra praia de Copacabana.

O que aconteceu depois? A aposentadoria dele não era nem de longe o que ele ganhava durante a vida e nesse meio tempo um apartamento em Copacabana foi subindo de preço e hoje custa absurdamente mais do que ele no tempo de auge poderia pagar.

O que seria melhor? Ele no passado ter comprado um apartamento menos suntuoso e depois vendido para comprar um maior até chegar num desse porte, ou pagar aluguel a vida toda, ver o preço dos imóveis subindo? Todos envelhecemos e por mais que possamos garantir ganhos na aposentadoria nada é melhor do que ter poucos custos na velhice. Nada é mais seguro que não pagar aluguel na velhice!

Anônimo disse...

Se o m2 dos imóveis em Brasília não cai, quando ele chegará em R$ 300 mil/m2 ?????

Jairo disse...

Hoje uma matéria na Globo mostrou que a previsão estava certa!

Anônimo disse...

Realmente, os preços dos imóveis em Brasília não caem, nunca.

Vou citar apenas alguns exemplos de anúncios do WImoveis que não caem de preço nunca, mas se valorizam mensalmente. Como meu foco é em apartamentos com garagem, todos os relacionados têm garagem.
A cada linha, temos na sequência as seguintes informações:
Código do imóvel || [Número de quartos], metragem, quadra(bloco em alguns) [data de atualização] [preço em milhoes] [data de atualização] [preço em milhões] ...
616657 || 2 QUARTOS 53m2 407N 01102012 0,508 23102012 0,498
485470 || 2 QUARTOS 55,72m2 210N 01062012 0,620 27072012 0,550
486740 || 2 QUARTOS 64m2 210N 28052012 0,630 30102012 0,560
255357 || 2 QUARTOS 61m2 316N 19062012 0,570 11102012 0,560
213085 || 2 QUARTOS 65m2 314N 18052012 0,600 02072012 0,590
555990 || 2 QUARTOS 64m2 314N 25072012 0,650 17082012 0,600
563257 || 2 QUARTOS 64m2 314N 20072012 0,648 08082012 0,600
589351 || 2 QUARTOS 72m2 211N 05102012 0,650 22102012 0,630
469018 || 3 QUARTOS 113,0m2 310S-J 01082012 0,950 27092012 0,850
616051 || 3 QUARTOS 105,0m2 307S-? 03102012 0,900 26102012 0,880
411347 || 3 QUARTOS 103,0m2 103S-G 29082012 0,900 19102012 0,890
590915 || 3 QUARTOS 107,0m2 110S-D 28092012 0,990 26102012 0,950
526264 || 3 QUARTOS 110,0m2 110S-? 15092012 0,999 24102012 0,955
611878 || 3 QUARTOS 110,0m2 110S-? 25092012 1,000 20102012 0,990

Enfim, nunca caem os preços de imóveis em Brasília, mas sempre valorizam pelo menos 30% ao ano. E vendem fácil, pois sempre há novos funcionários públicos vindo pra cá, sem contar "a copa", que vai trazer grande valorização pros imóveis.

Claro! "A copa" valoriza 300 mil num imóvel que vale 600 mil. Durante o mês da copa, aluga-se ele por 450 mil, e terás lucro de 150 mil em um mês...

Entenderam a lógica? Nem eu!

O problema é que essa "lógica" funciona por que as propagandas dos grandes "lançamentos" falam isso e muitos acreditam e "investem".

Tem anúncio mais furado que o do Hotel das Nações da JC Gontijo? Veiculam direto na CBN, a nova classe de hotéis que vai ser lançada, que representa mais de 3 fontes de renda em um só empreendimento... Com a chegada de grandes eventos em Brasília, existe uma excelente oportunidade de investimento... Enfim, sempre tem gente que cai nisso, senão não estavam lançando. De qualquer forma, pessoal, a bolha está desinflando!

Anônimo disse...

ATENÇÃO!

Somos certificados emprestador do empréstimo com base em todo o mundo. Nós vendemos todos os tipos de crédito para empréstimos pessoais e hipotecas para pessoas de todo o mundo. As pessoas interessadas podem contactar-me através: (interbiucreditunion34@gmail.com)
Atenciosamente

Sra. Melissa Graham
Finanças Manager.

Lesphirou disse...

Sou leigo no assunto, mas entendi muita coisa que você disse. Realmente, também sempre achei cômico as pessoas financiarem um imóvel e achar que já estão na casa própria! E realmente, essa bolha está um absurdo! Infelizmente não moro no Plano Piloto, mas sim em Planaltina, e aqui as pessoas pedem R$200.000,00 à R$400.000,00 num imóvel (nos bairros mais "nobres", digamos assim). É simplesmente ridículo!

Anônimo disse...

Parabéns!!!
Eu fui uma que acreditei e...
Vc é ótimo!!!
Fátima

Anderson Silva disse...

Olá,nossa adoro esse blog,só tem artigo bom,sempre que dá estou passando aqui,depois que meu amigo me recomendo nunca mais deixei de visitar,alguem sabe me falar se assim aqui é bom www.softwarecelularespiao.org ? abraços,assim que der eu volto pra comentar aqui no blog

Mario disse...

Gostaria de contribuir com um vídeo sobre um documentário a respeito de Detroit, EUA. Uma cidade industrial, assim como várias cidades brasileiras. Quem não tiver tempo para assistir pule para a o tempo 2:20. http://g1.globo.com/globo-news/noticia/2012/09/documentario-mostra-caos-da-cidade-mais-decadente-dos-eua-detroit.html

Anônimo disse...

Há vinte anos que eu espero esta bolha estourar....

Pedro Júnior disse...

Anônimo, a bolha imobiliária começou a se formar em 2007/2008. Não há como você estar há 20 anos esperando ela estourar. Primeiro porque tivemos momentos de normalidade e de baixa nos preços neste período, respectivamente quando o crédito estava não subsidiado e quando estávamos em recessão.

Anônimo disse...

Encontrando Imóveis

Anuncie seu imóvel gratuitamente!

http://www.encontrandoimoveis.com.br

www.encontrandoimoveis.com.br

Anônimo disse...

A bolha só não estourou ainda em Brasília por causa das Olimpíadas e da Copa. Se dependesse apenas do ego dos servidores públicos, haveria gente comprometendo mais de 50% da renda em prestação de financiamento (o que seria o sonho das imobiliárias e corretores).

Imobiliárias e corretores estão apenas defendendo o ?? deles no mundo selvagem e capitalista. Mas se você é uma ovelha, não peça conselhos a um lobo. Ao invés disso, dê uma passeada em Águas Claras à noite e veja quantas luzes estão apagadas.

A verdade é que vender imóvel em Brasília está cada vez mais difícil. O mercado está praticamente parado. As pessoas acordaram e perceberam que havia algo de errado com o mercado. Veja a variação do m2 no noroeste nos últimos anos. Ninguém acha razoável pagar R$ 500.000 (quinhentos mil) numa kit.

Brasília não é Nova Iorque. Já os preços dos imóveis...

Anônimo disse...

Tem bolha não né? http://www1.folha.uol.com.br/fsp/imoveis/93091-venda-de-imoveis-recua-78-em-brasilia.shtml

Imágina se tivesse... Quero ver o oooooccooo!!

Anônimo disse...

En Espanha aconteceu exatamente a mesma coisa e agora o país está arruinada devido ao "boom" imobiliário.

Anônimo disse...

Não existe bolha imobiliária no Brasil nem em Brasilia isso aconteceu lá fora pq os bancos não se protegeram e a politica lá em relação a imoveis era outra agora mudou mas na ocasião era bem diferente , oque existe são pessoas trabalhando errado e vendendo errado colocando clientes em situação difícil alguém mencionol que tem uma carteira de clientes mas está segurando ?!? Desculpe no ramo imobiliário não existe isso ou vc tem e oferta e tenta vender ou vc sai do mercado até porque o corretor vive da venda , ninguém com uma carteira de clientes e precisando pagar conta ia segurar pq o mercado tá ruim essa pessoa não é do mercado ,e outra bolha em brasilia ?!? Analisa friamente ve onde está o problema ai de sua região e de uma solução para resolver a falta de venda pessoal ,na verdade existe muita especulação e um monte de gente te desmotivando pq vc corretor é mais um no mercado eu como corretor acho ruim vc como corretor sacou vc é concorrente pode tá pegando um cliente que era meu , intenda é assim que funciona , pare de reclamar mãos a obra bons negocios e pode ir para cima pq o mercado tá bombando ...stifler lopes

Anônimo disse...

Não existe bolha imobiliária no Brasil//www1.folha.uol.com.br/fsp/imoveis/93091-venda-de-imoveis-recua-78-em-brasilia.shtml como alguem acha que uma informçao desta de alguma pista de bolha nada disso volta para escola e aprenda a ler e enterpretar um texto aqui diz claramente que houve um recuo a conta é mais ou menos assim eu fabrico 100 de salgadinhos para vender para 50 pessoas estas 50 pessoas me compram 5 vezes cada uma só que elas comeram muito e estão satisfeitas vai demorar para elas comprarem novamente então eu vou fabricar menos e se fabricar vou mudar o sabor o mercado é parecido ele tambem faz seus ajustes mais bolha é outra história! stifler lopes

Pacau disse...

Alguém pode comentar sobre investimentos em salas comerciais em Brasília????

Anônimo disse...

Baboseiras postadas em 2010 e nada de estourar a tal bolha. Até comprar com os EUA o cara comparou. Sabe nada!

Anônimo disse...

Texto cheio de baboseiras ainda em de 2010. Até comparar com os EUA o cara comparou. Sabe nada!

Anônimo disse...

Texto cheio de baboseiras ainda em de 2010. Até comparar com os EUA o cara comparou. Sabe nada!

Anônimo disse...

Déficit habitacional de mais de 7 milhões de moradias. Mais de 1 milhão de novas famílias se formam todo ano. Setor estava estagnado há anos, só voltou a crescer em meados da década passada.

Anônimo disse...

A bolha é uma pura realidade ninguém consegue Vender nada no brasil

Nobert Crane disse...

Você precisa de uma ajuda financeira urgente para resolver suas dívidas ou você precisa de um empréstimo de negócio para iniciar ou investir? entre em contato com Nobert Finanças via nobcrane@gmail.com com quantidade necessária e duração, bem como o propósito para o empréstimo.

Anônimo disse...

Estou muito interessado neste tópico e me deparei com este site:
Há uma grande quantidade de dados úteis. Talvez seja útil!
https://siteimovel.com/rio-de-janeiro

Valéria disse...

Está começando a estourar! Preços estagnados há mais de 1 ano, alguns imóveis recuaram levemente os preços...
Começo a acreditar.

Rodrigo Barreto disse...

Olá, pessoal
Retorno ao blog após aproximadamente 5 anos para ver a situação e mais uma vez contribuir.
O estouro da bolha seria um imóvel que custa R$1 milhão passar a ser negociado por, no máximo, R$500 mil. Não creio nisso, principalmente na capital federal. Os negócios continuam acontecendo, hoje de forma mais lenta, é claro. Na atual conjuntura atribuo isso a crise política que reflete na economia e retrai financiamentos... mas isso é normal acontecer. O importante é ter cuidado para não comprar imóveis super faturados.
Imóveis são investimentos de longo prazo. Infelizmente existem muitos Corretores de Imóveis despreparados e com ânsia de ganhar dinheiro fácil e acabam vendendo falsas promessas. A esses eu oriento que procurem se especializar, que façam cursos para se manter num mercado cada vez mais competitivo para levar aos consumidores uma excelência na prestação de serviços. O que eu acho do atual momento?
Depende de cada caso (situação financeira do comprador, do valor do imóvel...). Porém, o momento não está bom para quem quer vender, mas para quem deseja comprar esta é uma boa hora para negociar e pedir descontos.
Costumo falar que imóvel é como produto de primeira necessidade. Todo mundo precisa de um, seja alugado ou comprado.
Avalie suas necessidades, o seu poder de compra e as oportunidades disponíveis e faça a sua escolha.
Abraço e boa sorte a todos.

Rodrigo Barreto disse...

Olá, pessoal
Retorno ao blog após aproximadamente 5 anos para ver a situação e mais uma vez contribuir.
O estouro da bolha seria um imóvel que custa R$1 milhão passar a ser negociado por, no máximo, R$500 mil. Não creio nisso, principalmente na capital federal. Os negócios continuam acontecendo, hoje de forma mais lenta, é claro. Na atual conjuntura atribuo isso a crise política que reflete na economia e retrai financiamentos... mas isso é normal acontecer. O importante é ter cuidado para não comprar imóveis super faturados.
Imóveis são investimentos de longo prazo. Infelizmente existem muitos Corretores de Imóveis despreparados e com ânsia de ganhar dinheiro fácil e acabam vendendo falsas promessas. A esses eu oriento que procurem se especializar, que façam cursos para se manter num mercado cada vez mais competitivo para levar aos consumidores uma excelência na prestação de serviços. O que eu acho do atual momento?
Depende de cada caso (situação financeira do comprador, do valor do imóvel...). Porém, o momento não está bom para quem quer vender, mas para quem deseja comprar esta é uma boa hora para negociar e pedir descontos.
Costumo falar que imóvel é como produto de primeira necessidade. Todo mundo precisa de um, seja alugado ou comprado.
Avalie suas necessidades, o seu poder de compra e as oportunidades disponíveis e faça a sua escolha.
Abraço e boa sorte a todos.

Carol Brasil disse...


Essa matéria é realmente interessante, achei um site IMPERDÍVEL: http://negocios.icliks.com/

Unknown disse...

Errou feio na prognóstico....M2 em Águas Claras só está vendendo agora em 2016 em torno de 4.200! A bolha existe e vai piorar !!!!

Kleber A. W. disse...

Estava pesquisando apartamentos para alugar em Brasília, só por curiosidade caso eu passasse em um concurso(sonho distante). Reparei que os apartamentos de Brasília disponíveis para alugar são todos velhos e caros, imagine passar no concurso, ganhar super bem e morar em um muquifo desses pagando 3000 reais ou mais... e a qualidade de vida como fica? Em vez de melhorar com o novo emprego e altíssimo salário a qualidade de vida diminuiria? Pra quem tem conhecimento no assunto: existe apartamento normal(sem ser com mais de cem anos)em brasília com preço razoável? Pois na minha cidade com 3000 reais vc aluga uma casa normal e grande, mas vendo, em Brasília só tem muquifo por esse preço. Alguma alternativa? Acho que se passasse no concurso iria viver em um flat(apart hotel) pois eles são normais, mas esses muquifos... existe alternativa?

Rodrigo Barreto disse...

Caro Kleber,
Tudo bem?
Sou Diretor da Baroli Imóveis.

Realmente, em Brasília (Plano Piloto, Sudoeste...), os preços são mais altos. Os principais fatores é a pouca oferta e grande quantidade demandada. Além de os prédio residenciais terem no máximo 6 andares.
Pode surgir a pergunta: pouca oferta?
Sim! Nós encontramos em média de dois a três imóveis disponíveis em um mesmo prédio, para locação e/ou venda, ou seja, não temos diversos imóveis vazios em mesmo edifício, como é o caso do bairro Águas Claras (bairro mais novo), afastado aproximadamente uns 20 km de Brasília.

É possível encontrar apartamentos conservados. Com o preço que procura, certamente poderá usufruir de imóveis mais novos em bairros mais afastados do plano.

Brasília tem 56 anos. Muitos dos prédios mais antigos estão passando por reformas. Mas muitos apartamentos são poucos ou nada conservados.

O desejo por morar em Brasília (região mais central) é algo comum à maioria das pessoas que chegam na cidade.
Por R$3000,00 mês é possível encontrar apartamentos na Área Octogonal Sul. É uma região mais próxima, com preço mais baixo. Mas, como a oferta é baixa, é preciso pesquisar bem. E tudo vai depender, é claro, do tipo de imóvel que deseja: 2, 3, 4 quartos.

Cada região, cada cidade, têm suas peculiaridades. E esses detalhes definem os preços mais altos ou mais baixos, bairros mais nobres ou não.

Trabalho com venda e locação. Estou a disposição.

Boa sorte!

Beverly Finance disse...

Você está procurando um emprestador de empréstimo legítimo? Você realmente precisa de empréstimo urgente para iniciar seu próprio negócio? Você está em dívida? Esta é a sua chance de alcançar seus desejos e damos empréstimos pessoais, empréstimos comerciais e empréstimos corporativos e todos os tipos de crédito de 2% para aconselhamento ou mais informações entre em contato conosco por e-mail beverlyloan.institute@gmail.com

Davila disse...

Olá,
Eu sou a Senhora Celine está em busca de um empréstimo por mais de 3 meses,
Eu tenho sido muitas vezes enganado em sites de empréstimo entre particular
querer é um empréstimo entre indivíduo em várias pessoas.
Mas cada vez que eu tenho por falsos credores e
no final eu não ganho nada na minha conta. Mas, felizmente, eu sou
caído em uma senhora de nome LYSE realmente simples e tipo eu ajudar
encontrar o meu empréstimo de 70.000€ que eu recebi na minha conta de 48 horas
depois, sem muitos protocolos.
Para você que está em necessidade como eu, você pode escrever para ele e
lysemarie3@gmail.com

«Mais antigas ‹Antigas   201 – 364 de 364   Recentes› Mais recentes»